hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início
23-Out-2019
 
 
Menu Principal
Início
Edições
Notícias
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Revista O Brazinha
Aniversário do Brás
EDIÇÃO 373 - 2ª quinzena de outubro/2019
Image                         

Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Login





Esqueceu a senha?
Sem conta? Criar Conta!
Estatísticas
Visitas: 6696582
Difusão de Notícias
Flash de Notícias

Todo 1º domingo do mês, o Movimento Poético de São Paulo faz sarau no Parque do Piqueri

 
Previsão do Tempo remonta antigas civilizações
Classificação: / 0
07-Out-2019


Instituto Nacional de Meteorologia – INMET atua há 110 anos

 

Eduardo Martellotta

Muitas pessoas não sabem a importância da Meteorologia no seu dia-a-dia. A Meteorologia é a ciência que estuda os fenômenos que ocorrem na atmosfera e as interações que ocorrem entre seu estado físico, químico e dinâmico, e a superfície terrestre, definindo o tempo, os climas e as mudanças climáticas. A previsão do tempo é realizada desde as antigas civilizações da Mesopotâmia, China, Índia, Egito e Grécia, com os mais diferentes interesses socioeconômicos.

O Meteorologista informa aos Agricultores, Viajantes na estrada, Aeroportos, à Aeronáutica, Navegação, Defesa Civil, Imprensa e ao público em geral, as condições de nebulosidade, visibilidade, condições do vento etc. É por meio dele que sabemos se iremos sair amanhã de guarda-chuva ou não, ou qual a roupa mais adequada ao tempo do dia. E o mais importante, a Segurança frente a fenômenos meteorológicos – ouvimos, no rádio ou na TV, alertas de tempestades com ventos fortes ou de chuvas muito intensas e o pior, tsunamis e terremotos que colocam países inteiros em estado de alerta.

Importante órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Instituto Nacional de Meteorologia – INMET foi fundado pelo Decreto 7.672 de 18 de novembro de 1909 no mandato do então presidente Nilo Peçanha, com o nome Diretoria de Meteorologia e Astronomia. Em São Paulo, na av. Indianópolis, 189, funciona desde 1997 o 7º Distrito de Meteorologia do INMET, que faz a coleta, armazenamento em banco de dados e previsão do tempo dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Ali, uma competente equipe de meteorologistas, nos 365 dias do ano, monitora, analisa e coleta dados do Tempo, trazendo notas e boletins meteorológicos.

Gaúcho de São Leopoldo, o meteorologista Marcelo Schneider é coordenador do 7º Distrito do INMET. Ele disse, em entrevista exclusiva ao Jornal do Brás, que o local, além dos outros 9 DISMEs e da sede do INMET, em Brasília-DF, se utilizam de aparelhos como termômetro (medição da temperatura), barômetro (instrumento que mede a pressão atmosférica), hidrômetro (que mede a umidade do ar), pluviômetro (que mede a chuva), anemômetro (mede a velocidade do vento) e cata-vento (mede a direção do vento). Para isso, o INMET conta com cerca de 750 Estações Convencionais e Automáticas, distribuídas em todo o Brasil.

Análises e cálculos

Marcelo disse ainda que os meteorologistas do INMET elaboram a previsão do tempo estudando vários aspectos da atmosfera: massas de ar, frentes frias ou quentes, umidade relativa, temperatura do lugar, pressão atmosférica, modelos físico-matemáticos de última geração e alta resolução, processados em super computadores, que “simulam o comportamento futuro da atmosfera e permitem que os meteorologistas façam a previsão do tempo com dias de antecedência, dentro de padrões internacionais”. Além disso, imagens obtidas por satélites também são ferramentas utilizadas na previsão e no monitoramento de tempo. É a Previsão Objetiva, disse Marcelo, surgida após a Segunda Guerra Mundial com o advento dos computadores. Em Brasília, está a maior Rede de Estações Automáticas da América do Sul. O diretor do INMET é Carlos Edison Carvalho Gomes.

A cidade de São Paulo concentra duas Estações Meteorológicas ligadas ao INMET: uma no Mirante de Santana, surgida em 1943, que é Convencional (fornecendo dados três vezes ao dia) e Automática (de hora em hora), além de outra, mais recente, localizada em Interlagos, somente Automática. O INMET, cuja denominação surgiu em 1992, pertence ao Sistema Mundial de Telecomunicações de Meteorologia, uma rede integrada onde os dados são transmitidos de forma automática para Brasília, em questão de minutos, e retransmitidos em seguida para vários países do planeta. O órgão também está filiado à OMM – Organização Meteorológica Mundial.

Para mais informações, acesse o site do INMET - http://www.inmet.gov.br. Fone para contato: 5051-5700 (7º Distrito em São Paulo).

Curiosidades

Desde que entrou em funcionamento, há 76 anos, a Estação do Mirante de Santana registrou na Capital, a menor temperatura, -2,1º C, em agosto de 1955, e a maior, 37,8º C, em outubro de 2014. A menor temperatura este ano foi 6,5º C em julho, e a maior, 35,9º C, registrada nos meses de fevereiro e setembro (o setembro mais quente em 76 anos).

Data, 14 de Outubro

O Dia do Meteorologista é comemorado anualmente em 14 de outubro, em homenagem à data da regulamentação da profissão no País: 14 de outubro de 1980, por meio do decreto de lei nº 6.835.

 

Image

 

 

 

 

Marcelo Schneider, coordenador do INMET – 7º Distrito em São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

Aparelhos utilizados na Medição do Tempo e Temperatura no INMET

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

Jeferson França da Silva faz coleta de dados meteorológicos de São Paulo e Mato Grosso do Sul no INMET. “A estações ligam para mim e eu vou marcando as máximas, mínimas, chuvas, umidade etc”. Outra seção digita esses dados em cadernetas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

O saudoso Felisberto Duarte (Feliz), folclórico apresentador do Tempo no SBT, de forma bem-humorada. "E piriri, pororó"

 
Fazenda amplia acervo cultural
Classificação: / 0
07-Out-2019

 

Eduardo Martellotta

 

Com a fusão da Secretaria da Fazenda com a de Planejamento, houve a integração das Escolas de Governo – Escola Fazendária e Escola de Governo e Administração Pública – Egap, formando a Egesp – Escola de Governo do Estado de São Paulo. Consequentemente, houve a junção das duas bibliotecas. “O diferencial é que, quando denominada Escola Fazendária, fazia a capacitação somente dos Fazendários. Hoje, a Egesp faz a capacitação de todas as secretarias do Governo do Estado de São Paulo”, disse Jailson Honorato, diretor do Núcleo de Acervo e Cultura da Biblioteca da Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, em entrevista ao Jornal do Brás.

O espaço, localizado na av. Rangel Pestana, 300 – 17º andar, foi reaberto no início deste ano, após ficar três meses fechado. Hoje é denominado Biblioteca Egesp, com acesso tanto de servidores como do público em geral.

Jailson contou que a Biblioteca Egesp é institucional, de caráter técnico-especializado. Mas que, considerando a necessidade de desenvolver atividades culturais, de lazer e artísticas, o local se aproxima do viés de uma biblioteca pública. “Hoje estamos inserindo no acervo, obras de Literatura, e programando eventos culturais, palestras, festividades e rodas de leitura. Além de sermos um Ponto MIS, exibindo cinema toda quarta-feira ao meio-dia”, explicou.

Com a fusão das pastas, o volume aumentou para 73.000 livros, sendo 90.000 registros, ressaltou Jailson.

 

Empréstimo somente ao público interno

Os usuários da Biblioteca Egesp também podem fazer empréstimos de livros, mas o local não disponibiliza para o público externo, somente para o interno - funcionários da pasta, SPPrev, terceirizados ou estagiários.

A Biblioteca da Escola de Governo do Estado de São Paulo – Egesp funciona das 8h30 às 17h30, de segunda a sexta. Mais informações pelos fones 3243-2962 e 3243-3806, páginas no Facebook, Twitter e Instagram. E-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

Image

 

 

Jailson Honorato, diretor do Núcleo de Acervo e Cultura da Biblioteca Egesp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

Ruth, Licurgo e Jailson; Ana Cristina e Avana

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

Jailson e Alex Idehama (gerente do Acervo)

 

 

 
Velaske lança DVD 15 anos
Classificação: / 0
07-Out-2019
Image

Em comemoração aos seus 15 anos de trajetória em São Paulo, sendo 18 anos de carreira, o deslumbrante cantor Velaske Brawm, gravou na cidade de Jandira, o seu mais novo trabalho. Ele juntou todos os seus sucessos, incluindo músicas inéditas e algumas que de costume canta em seus shows. Vindo da Zona da Mata de Pernambuco, mais precisamente da cidade de Orobó, Velaske mora em São Paulo há mais de 20 anos.  E o nome desse novo sucesso vem justamente disso. “São 15 anos na grande Metrópole cantando nos bares, cantando na noite, com grandes bandas, pequenos bares e levando a alegria para o público”.

Esse novo DVD é totalmente temático. Velaske explica que pegou canções de sua autoria, desde quando chegou aqui em São Paulo, e uma delas é “Quem Ama não Trai”, canção regravada por Calcinha Preta, Banda Líbanos, Massa Felipe, Forró do Moído, Marquinhos Moura e tantos outros. Tendo ainda canções mais atuais como “Meus dias se fez Sol”, e “Amor Enganador”. Com participação especial da Glória Rios, e Toninho de Recife, conterrâneo e amigo.

O lançamento desse novo sucesso será no dia 7 de novembro, data que coincidentemente, ele completa mais um ano de vida, pois justamente quer comemorar o seu aniversário com esse novo DVD 15 anos da Metrópole Central do Brasil. “As expectativas sempre são as melhores, meu trabalho está sendo muito bem aceito, eu sou um cara muito pé no chão, e gosto de trabalhar com estatísticas verdadeiras. Então assim, só o fato de estarmos lançando músicas inéditas, e as outras bandas, os outros artistas estarem de olho no nosso trabalho, pegando essas músicas e regravando, é maravilhoso”.   

O que esse cantor pernambucano deseja é entrar em 2020 com trabalho novo. “É um prazer imenso estar sempre presente aqui na Tarde de Chá, com seu Milton e toda equipe. Rever os amigos, confraternizar é a palavra certa do Jornal do Brás. Ter um espaço de mostrar a sua música e ser aplaudido por esse público caloroso, é muito gratificante”, finalizou.

 

 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Próximo > Final >>

Resultados 29 - 32 de 5763
Enquete
Que lugar é o símbolo do Brás?
 
Usuários On-line
Temos 8 visitantes on-line
Utilidades Públicas
Fones da Região
Subprefeituras
Poupatempo
Busca CEP
Links Úteis
Parceiros

Image











Image


 



Image 

 

 

 

 

Image

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

Image

 

 

 

Image

 
Top! Top!