hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início
19-Dez-2018
 
 
Menu Principal
Início
Edições
Notícias
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Revista O Brazinha
Aniversário do Brás
EDIÇÃO 354 - 1ª quinzena de dezembro/2018
Image      

Curta-nos, siga-nos
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Login





Esqueceu a senha?
Sem conta? Criar Conta!
Estatísticas
Visitas: 5156138
Difusão de Notícias
Flash de Notícias

Apartir de agora estará disponiveis para downloads as Edições do Jornal do Brás em pdf, para que o internauta leia na integra o nosso jornal. Entre na seção de Edições do menu principal.

Caso não tenha um leitor de PDF, entre em www.adobe.com e baixe a última versão do Adobe Reader.

Webmaster

 
Mulheres com diabetes têm maior risco de doenças cardíacas
Classificação: / 0
05-Dez-2018
Image


O risco de sofrer um infarto aumenta 50% nas mulheres com diabetes e 40% nos homens; Quando a enfermidade se instala, potencializa outras condições de risco, como a pressão alta e o colesterol elevado 

Estima-se que cerca de 10% da população adulta brasileira sejam diabéticos. Segundo dados da SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes), 41% tomam medicamentos, 29% fazem apenas dieta, 23% não seguem nenhum tratamento e 7% são dependentes de insulina. O diabetes pode impactar de forma mais negativa a saúde das mulheres do que a dos homens. É o que indicam os resultados de uma pesquisa conduzida por especialistas europeus e australianos. Segundo o estudo, o risco de uma pessoa diabética sofrer uma doença coronária é 44% maior se ela for do sexo feminino.

O estudo, conduzido por especialistas da Austrália, Grã-Bretanha e Holanda, ainda concluiu que mulheres diabéticas têm o triplo de chance de sofrer uma doença coronária do que mulheres sem diabetes. O diabetes é um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares como infarto, acidente vascular cerebral (AVC) e entupimento de artérias, especialmente das pernas e pés, além de formação de aneurismas - dilatação de um vaso sanguíneo. Um estilo de vida saudável dificulta o aparecimento dos males que podem acometer as funções do coração.

Além de acometer o coração, o diabetes pode, também, comprometer os rins (insuficiência renal) e o cérebro (AVC ou derrame). O risco de sofrer um infarto aumenta 50% nas mulheres com diabetes e 40% nos homens diabéticos. “Quando a enfermidade se instala, potencializa outras condições de risco como a pressão alta e o colesterol elevado. O diabetes é uma espécie de combustível perverso, difícil de ser removido e pronto para causar muitos problemas”, explica Dr. Leopoldo Piegas, cardiologista do HCor (Hospital do Coração).

O diabetes tipo II oferece mais risco para o aparecimento de doenças cardiovasculares. A má alimentação, falta de atividade física regular e de acompanhamento médico adequado são hábitos que devem ser modificados. “Escolher com cuidado os alimentos que ingerimos para atingir e conservar o peso corporal próximo do ideal, além de preservar a capacidade do pâncreas em produzir insulina, associadas à prática de atividade física regular, ajudam a afastar a possibilidade de instalação do diabetes do tipo 2 - modalidade da doença mais associada ao desenvolvimento de problemas cardiovasculares”, explica Dra. Regeane Cronfli, endocrinologista do HCor (Hospital do Coração).

Prevenção do diabetes:

De acordo com o cardiologista do HCor controlar o peso, praticar atividades físicas regulares, reduzir carboidratos, bem como realizar refeições em horários regulares, são atitudes que podem prevenir o diabetes do tipo 2, além de controlar definitivamente a doença e, consequentemente, garantir o bom funcionamento do coração.

Além do paciente diabético ter mais risco de contrair doenças do coração, é necessário cuidado redobrado mesmo após o tratamento. “Isso porque sempre haverá tendência de obstruções das artérias. É importante não procurar por ajuda apenas em momentos mais sérios, mas principalmente para prevenção de patologias. Se as doenças não forem evitadas, elas poderão trazer consequências muito mais graves à saúde”, pondera Dr. Piegas.

Diabetes e doenças cardiovasculares: as doenças cardiovasculares estão entre as causas mais frequentes de morte no Brasil. Evitar o diabetes significa afastar essa ameaça. E não é difícil seguir esse caminho. Primeiro, é necessário avaliar a presença de fatores de risco, como tabagismo, excesso de gordura abdominal, hipertensão, sedentarismo, dieta pobre em fibras e história de diabetes na família. “Quando esses fatores existem, o acompanhamento com um profissional de saúde ajuda a promover uma melhora gradual no estilo de vida e reduz, em cerca de 60%, o risco de desenvolver a doença”, explica a endocrinologista do HCor.

Em pessoas com diabetes, a orientação ajuda a reduzir a gordura abdominal e a controlar melhor os níveis de pressão arterial, colesterol e glicose, diminuindo os riscos de infarto e de AVC. “Já os que não desenvolveram nenhum fator de risco sabem:  manutenção de um peso corporal adequado, boa alimentação rica em frutas, hortaliças, legumes e verduras, grãos integrais, produtos como leite desnatado e seus derivados e exercício físico regular podem manter longe o diabetes”, finaliza Dra. Cronfli.

Fonte: Target | Estratégia em Comunicação

 

 
O Céu de São Paulo
Classificação: / 0
05-Dez-2018
Image


 

Dr Emidio Severo*

 

Do alto descortino uma bela visão de toda a cidade, num ângulo de quase 360 graus. Prédios, ruas, carros, trens, paredes, pássaros, árvores, muitas plantas, algumas hortas e muitos aviões. Não posso reclamar de solidão, nem que estou preso entre quatro paredes ou grades de ferro para evitar ladrão! Não estou na prisão. Tenho bons pensamentos, boa saúde e vejo além do horizonte. Pores de sol, nasceres de lua, o sol despontando no horizonte de manhã cedinho, o frio cortante no inverno e o sol escaldante no verão. Vejo cactos nas sacadas, jardins, hortas e até árvores nos terraços. Isso é um paraíso para quem vive na metrópole. Não precisa de casa de campo, casa de praia ou longas viagens de carro, ônibus ou de avião. Basta pôr o olhar no horizonte e viajar em pensamentos e visões. Descortino sem nenhum trabalho o escurecer da tarde e o repentino brilhar das estrelas e o giro dos satélites. Eis que ali sempre estão Mercúrio, Marte e a lua. De vez em quando tem mais. Tem Plutão, Saturno, Constelações, Três Marias, Cães, Sirius e até a Estrela D’alva na madrugada. Quem não conhece o Cruzeiro do sul. Quem não sabe que a Via láctea é a nossa morada? Um eclipse de vez em quando, chuvas, ventos e tempestades. O que mais posso querer?

ImageTenho o céu ao meu alcance. Não preciso embrenhar-me mata a dentro para contemplar o céu. Tenho sobre minha cabeça os astros que fazem sempre a mesma trilha, desde que o mundo é mundo. E não muda nunca. A mesma trilha, os mesmos astros sempre nos mesmos caminhos do sol e da lua. O céu aí está. Palpável aos olhos nus e visível ao pensamento. Convido-o a fazer o mesmo. Perca seu tempo fazendo isso e ganhe uma visão esplendorosa. É tão importante como pisar na terra e molhar-se nas águas doces do Rio. Sentir o cheiro da chuva, o vento uivar pelas paredes. Verás que o concreto tem vida e que tudo forma um conjunto irmanado com os astros do céu, formando um todo que nos agasalha e nos protege. Então anima-te e encha teu espaço de plantas, hortas, jardins e faça florescer à tua frente aquela parede cinza e esquálida para transformar em parte do universo integrando tudo com os céus criados por Deus. Sinta a harmonia e a sintonia que existe em tudo que gira em torno do sol. Verás que, nada mais é do que a mesma visão que sempre existiu, há bilhões de anos. Nós é que nos afastamos de tudo isso.  Portanto, viaje um pouco mais e veja na escuridão da noite o clarão dos astros e das galáxias. Que coisa linda. Bilhões de pontos luminosos no céu, com suas formações nebulosas, aglomerados e o infinito. E tudo isso, mesmo que em pensamento, é remédio para a vida. Faz bem ao cérebro. Cura tristeza, solidão e traz alegria interior e equilíbrio. Integra-nos à imensidão do infinito, girando em torno do sol, dentro das galáxias. E tudo isso é gratuito. Basta entrar em sintonia, contemplar a natureza e integrar-se ao Universo. E no outro dia estarás novamente pronto para voltar ao dia a dia e ao trabalho rotineiro!

Então vamos lá! Mãos à obra!

 

*Dr Emidio Severo é Advogado há 40 anos, inscrito na OAB-SP sob n° 58.098. Tem especialização em Direito Civil, Trabalhista, Empresarial e Imobiliário

 

 

 
Dezembro Laranja previne câncer de pele
Classificação: / 0
05-Dez-2018


Image
Image

 

Segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), o ano deve terminar com mais de 170 mil novos diagnósticos

Dezembro foi escolhido como mês de conscientização e prevenção ao câncer de pele, tipo mais comum no Brasil, respondendo a mais de 170 mil novos casos só para este ano, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca). Além do Dezembro Laranja, dia 1º de dezembro, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) dá início a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele.

Fernanda Seabra, médica dermatologista e especialista em cirurgia dermatológica e mohs, da Aliança Instituto de Oncologia, explica que existem dois grupos principais de câncer de pele: o melanoma e o não-melanoma, responsável por 165.580 novos diagnósticos. Ela acrescenta que os carcinomas basocelular e espinocelular são os exemplos mais comuns desse grupo. "O primeiro geralmente aparece como nódulo perolado que sangra facilmente ao trauma. O segundo muitas vezes é confundido com uma ferida, mas que nunca cicatriza e pode apresentar descamação e sangramento", exemplifica a especialista.

Segundo Fernanda, a exposição solar sem proteção e ter histórico de queimadura solar, principalmente na infância e adolescência, e ainda ter a pele clara são alguns fatores de risco para o câncer de pele. Ela destaca que esses são os pacientes que queimam e não bronzeiam. "É preciso atenção com alguns sinais. Cuidado com lesões recentes, que coçam ou sangram com facilidade, em áreas foto expostas como face, colo, orelha e membros", aponta.

Já o câncer de pele melanoma aparece como uma pinta, sinal ou nevo. De acordo com a dermatologista, ele pode vir de um nevo anterior ou de uma área sem lesão precursora. Os fatores de risco para esse tipo da doença são os múltiplos nevos, história pessoal ou familiar de melanoma, queimadura solar, pele clara, e entre outros.

 

Como podemos identificá-lo?

Conforme a médica é de extrema importância ficar atento aos nevos, principalmente em regiões que prestamos menos atenção como orelhas, couro cabeludo, área da genitália, mãos, pés e unhas, além de qualquer sinal de mudança. Caso isso ocorra, deve-se procurar um dermatologista.

Para quem tem alguma dúvida, a médica deixa uma dica muito útil. A regra do ABCDE pode ajudar o paciente a identificar alterações antes não percebidas.

A: assimetria – lesões assimétricas são mais preocupantes que as regulares

B: bordas – pintas com bordas irregulares merecem mais atenção

C: coloração – se o nevo tiver duas ou mais cores deverá ser examinado

D: dimensão – lesões maiores que 5 mm precisam ser avaliadas pelo dermatologista

E: evolução – essa parte, a percepção do paciente é indispensável. É o paciente que irá dizer se a lesão está mudando

 

Mas qual o tratamento para o câncer de pele?

Segundo a Dra Fernanda, o tratamento para esse tipo da doença é apenas cirúrgico. "Procure um dermatologista. A detecção precoce do câncer de pele, salva vidas", finaliza.

 

Fonte: Objetiva Comunicação e Assessoria

 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Próximo > Final >>

Resultados 13 - 16 de 5201
Enquete
Que lugar é o símbolo do Brás?
 
Usuários On-line
Temos 1 visitante on-line
Utilidades Públicas
Fones da Região
Subprefeituras
Poupatempo
Busca CEP
Links Úteis
Parceiros

Image











Image


 



Image 

 

 

 

 

Image

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

Image

 

 

 

Image

 
Top! Top!