hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início
05-Abr-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 383 - 2ª quinzena de março/2020
Image                                    

Jornal do Belém Ed 2 - 12/03/2020
Image  
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Login





Esqueceu a senha?
Sem conta? Criar Conta!
Estatísticas
Visitas: 7611815
Difusão de Notícias
Flash de Notícias

Coronavírus - alerta sobre superdosagem de vitamina D

Mediante as notícias que associam a deficiência de vitamina D aos pacientes diagnosticados com a covid-19, endocrinologistas da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo (SBEM-SP) trazem esclarecimentos sobre a superdosagem desse hormônio.

“Não existem comprovações científicas, até o momento, de que a vitamina D deva ser utilizada para combater a covid-19. As superdosagens podem apresentar sérios riscos à saúde, como o aumento dos níveis de cálcio no sangue (hipercalcemia), que pode gerar calculose renal e perda da função renal. A hipercalcemia ainda pode trazer sintomas como fadiga, fraqueza muscular, náuseas e até anorexia, confusão mental e desidratação”, alerta o Dr. Sergio Setsuo Maeda, presidente da SBEM-SP.


   

 
Governo lança app para informais receberem auxílio
Classificação: / 0
03-Abr-2020
Na próxima terça, dia 7 de abril, o governo vai lançar um aplicativo para os trabalhadores informais, que não estejam no Cadastro Único, se registrarem para receberem o auxílio de R$ 600,00, divulgou o ministro Onyx Lorenzoni, em coletiva esta tarde. Quem recebe o Bolsa Família, Microempreendedores Individuais (MEIs) e contribuintes individuais do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) não vão precisar usar o aplicativo, porque já fazem parte da base de dados do governo federal e receberão o benefício automaticamente.
 
Plataforma oferece gratuidade para médicos
Classificação: / 0
03-Abr-2020
Plataforma oferece gratuidade
para médicos atenderem on-line

 

São Paulo, 2 de abril  de 2020 – A plataforma Mymedi, que funciona como um prontuário eletrônico, com base audiovisual para telemedicina, está oferecendo gratuidade para médicos e instituições de saúde que necessitem atender seus pacientes remotamente.
 
Para o médico e um dos idealizadores do Mymedi, Dr. Paulo Lázaro, já é esperada uma saturação dos serviços de saúde em todo o país, em decorrência do coronavírus, principalmente para aqueles que oferecem atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que atendem 75% da população brasileira.  Mesmo consultórios e clínicas particulares precisam encontrar maneiras para dar apoio e orientação aos pacientes que não podem sair de casa.

 A consulta direta do paciente com seu médico de confiança ajuda não só a sanar dúvidas e eliminar angústias como conter informações incorretas que são amplamente disseminadas em períodos de propagação de novas doenças.

 "Hoje é imprescindível o isolamento, como orienta a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde. Só assim poderemos garantir que o vírus Covid-19 não se propague em uma velocidade absurda. Um paciente idoso, que está no grupo de risco, por exemplo, pode ter um simples problema de saúde, que uma orientação online poderá resolver, sem a necessidade de locomoção até o consultório. Por conta disso, liberaremos gratuitamente o acesso a nossa plataforma, onde é possível consultar o prontuário e fazer o atendimento de pacientes de forma remota, priorizando consultas presenciais apenas para casos de maior gravidade", explica o médico.

O conceito da telemedicina ganhou força nos Estados Unidos a partir dos anos 1950, enquanto no Brasil o debate sobre o tema só começou muitos anos depois. Hoje, em meio à pandemia é um conceito que se faz necessário. 

No prontuário eletrônico - que já funciona em algumas clínicas privadas - é possível ter uma sala de consultório virtual, onde o médico se conecta por um link.  Não é necessário baixar nenhum programa. O médico apenas faz sua inscrição e cria a sua sala de atendimento.  Depois, encaminha o endereço eletrônico para seu paciente, marca o horário e realiza a consulta remotamente.

 A vantagem do Mymedi, segundo Lázaro, é que, além de atender virtualmente o paciente, o médico poderá preencher o prontuário, armazenar exames,  preservando todo o histórico das consultas em um mesmo ambiente, o que não é possível fazer em outros ambientes como como aplicativos de mensagens e vídeo-chamada, e-mails e redes sociais. 

O sistema oferece ainda informações sobre a bula de medicamentos, o CID e atestado aos pacientes. Um fator importante é todos os dados do paciente são mantidos em segurança, respeitando a confidencialidade médico-paciente. 

 "Além de oferecer assistência virtual, por meio do Mymedi também é possível realizar prescrições e pedido de exames com assinatura digital, mantendo a segurança dos pacientes, principalmente aqueles que precisam passar por consultas de acompanhamento, garantindo que eles se exponham menos. É ainda maneira de não sobrecarregar os sistemas de saúde nesse momento tão delicado pela qual estamos passando" diz Dr. Paulo Lázaro.

Outro idealizador da plataforma, o médico Dr. Marcelo Santoni conta que foram realizadas experiências em algumas clínicas no interior de São Paulo e a resposta foi muito positiva.  "O que nos deixou satisfeitos é que o retorno foi altamente satisfatório para a teleconsulta, tanto por parte dos médicos, como por parte dos pacientes. Os testes mostraram que a nova modalidade tem tudo para ser uma excelente opção, ainda mais neste momento de crise". 

Dr. Santoni esclarece, ainda, que o prontuário ficará armazenado para a consulta do médico solicitante, mesmo que o prazo de gratuidade do sistema tenha acabado.  Ele também salienta que o atendimento virtual não foi criado para substituir a consulta presencial e sim para agilizar e orientar condutas com maior rapidez e dar o diagnóstico prévio. Deste modo, aqueles que não podem comparecer a hospitais, consultórios e clínicas não ficam sem atendimento.

Pelo sistema do Mymedi também é possível montar uma sala de conferência, caso o profissional necessite da opinião de outros especialistas, por exemplo. "Há muito tempo vínhamos detectando a necessidade de aplicativos para a telemedicina e telesaúde. Hoje já nem é mais uma tendência. Passou a ser de extrema necessidade, em razão do perigo do risco de contágio do coronavírus", finaliza.

 
Serviço:

Mymedi
https://mymedi.com.br
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email  

Fonte: Artifício Comunicação 
 
SP e a guerra sem tréguas contra o vírus
Classificação: / 0
02-Abr-2020

 

Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional do Governo do Estado de SP 




Estamos em guerra contra um inimigo menor que uma semente de mostarda, invisível a olho nu, mas que não obstante representa um enorme desafio, não apenas para São Paulo e o Brasil, mas para o mundo. Este inimigo, contudo, está longe de ser invencível e nós o estamos combatendo dia e noite, com medidas sanitárias, econômicas, sociais e administrativas.  As batalhas pela frente são muitas, mas tenho convicção de que, com a ativa colaboração dos brasileiros de São Paulo, que entenderam a gravidade da situação e oferecem a sua cota de sacrifício pessoal, seguindo as recomendações das autoridades, seremos vitoriosos. 

 

 

 Nós do Governo do Estado de São Paulo confiamos que, com as medidas tomadas até aqui, e com outras que ainda virão, retomaremos as atividades normais do dia a dia o mais cedo possível. Nossa intenção é liberar a retomada das atividades o mais rapidamente possível, mas não podemos colocar a saúde da população em risco. A curva de disseminação da doença é ascendente, e por isso a recomendação é de isolamento social, com o mínimo fluxo possível de pessoas para que o sistema de saúde possa atender e cuidar de todos.  

 

 

Para que isso se torne realidade, o governo do Estado faz a sua parte. Por exemplo, liberamos para todos os 645 municípios paulistas R$ 311 milhões em repasses emergenciais para enfrentamento e contenção da Covid-19.  

 

 

Na semana passada, o Governador João Doria anunciou o repasse de R$ 40 milhões para municípios com menos de 100 mil habitantes. Somados aos R$ 218 milhões confirmados para outras 79 cidades com população maior do que esta, além de outros R$ 50 milhões para a Capital, o total representará efetivos investimentos na aquisição de insumos hospitalares, montagem e operação de hospitais de campanha, como o do estádio do Pacaembu e do Anhembi, na Capital, bem como em centros de referência para atendimentos de baixa e média complexidade nas cidades menores do interior e do litoral.  

 

A orientação para munícipios com até 300 mil habitantes é a criação de um centro de referência de combate ao Coronavírus, com primeiro atendimento, consulta e testes, sem a previsão de leitos. Para municípios maiores, a orientação é a criação de hospitais de campanha, com leitos. Os municípios contam com flexibilidade para a utilização dos recursos, o Estado entende que cada região conhece melhor as suas dificuldades e peculiaridades e pode utilizar o método mais apropriado no enfrentamento da doença.  

 

 

Os valores anunciados já começaram a ser transferidos aos municípios no dia 30 de março. 

 

 

Esta estratégica permitirá que os leitos de terapia intensiva (UTI) estejam liberados para os pacientes em estado grave. Medidas de assistência social, como a abertura dos restaurantes Bom Prato inclusive nos fins de semana, também fazem parte das ações governamentais. Bem como a distribuição de 140 mil kits de alimentação para caminhoneiros, que tem apoio de empresas concessionárias e será realizada em 43 pontos de 19 rodovias que operam sob regime de concessão. A medida vai se estender até o dia 30 de julho. 

 

 

No âmbito da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), temos realizado diariamente videoconferências com municípios das 15  Regiões Administrativas do estado para esclarecer, informar e debater com os prefeitos e os secretários municiais de saúde as medidas de enfrentamento da pandemia, sanando dúvidas sobre os procedimentos adotados e abordando a situação de saúde local.  

 

 

Além disso, autorizamos repasse de R$ 100 milhões para mais de 300 Santas Casas e  hospitais municipais. O Governador criou ainda uma força-tarefa de logística e transportes para garantir o funcionamento da malha rodoviária paulista e, consequentemente, todo o sistema de escoamento de produtos durante o período da pandemia. O objetivo é facilitar a circulação de mercadorias e garantir a segurança dos profissionais que trabalham nesta cadeia econômica, que não pode ser interrompida. 

  

Finalmente, vale lembrar a ampliação da rede de testes para o novo corona vírus no Estado; reforçaremos a rede de exames com as unidades regionais do Instituto Adolfo Lutz, situadas em Santo André, Sorocaba, Ribeirão Preto, Bauru e São José do Rio Preto. Elas estarão habilitadas a processar amostras, com capacidade de 500 exames por dia, podendo chegar até mil. Nesta semana ainda, chegam 20 mil kits de testes importados e 10 mil enviados pela Fiocruz, que serão distribuídos entre o Instituto Adolfo Lutz e outros laboratórios credenciados. 

 

Vamos retomar nossas atividades de sempre o mais cedo que for possível, mas a recomendação ainda é de isolamento social para que possamos cuidar de todos que precisarem. Não tenham dúvida, vamos vencer esta guerra! 

 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Próximo > Final >>

Resultados 1 - 4 de 6055
Enquete
Que lugar é o símbolo do Brás?
 
Usuários On-line
Utilidades Públicas
Fones da Região
Subprefeituras
Poupatempo
Busca CEP
Links Úteis
Parceiros

Image











Image


 



Image 

 

 

 

 

Image

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

Image

 

 

 

Image

 
Top! Top!