hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias seta Edição 365 seta “Facul”: Berço de Shows e Plateias
22-Jul-2019
 
 
Menu Principal
Início
Edições
Notícias
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Revista O Brazinha
Aniversário do Brás
EDIÇÃO 367 - 2ª quinzena de julho/2019
Image                   

Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 6184359
Flash de Notícias

A partir de agora estarão disponiveis para downloads as Edições do Jornal do Brás em pdf, para que o internauta leia na íntegra o nosso jornal. Entre na seção de Edições do menu principal.

Caso não tenha um leitor de PDF, entre em www.adobe.com e baixe a última versão do Adobe Reader.

Webmaster

 
“Facul”: Berço de Shows e Plateias PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
19-Jun-2019



ImageAlzira Jorri de Tomei

 

Entre tanta tecnologia, a adolescência continua se manifestando como um período de turbulências e conflitos, no qual as experimentações relacionais se impõem nas diferentes maneiras de enfrentamento de regras e de disciplinas, de possibilidades de atuação e de compreensão de normas que regem o mundo social, político e afetivo da realidade adulta. Basta a observação sobre os alunos do Ensino Médio no horário da saída, quando aguardam o chamado “rebento da boiada”, após o toque do sinal nas escolas públicas. 

Num panorama lamentável de Educação Nacional este é o show que não tem fim. Em escolas particulares o ambiente é um pouco melhor, desta vez são os  transportes particulares que congestionam as portas dos colégios, cujos alunos, num comportamento finamente engessado são conduzidos às residências.  O filme muda quando carros do ano, em fila dupla, favorecem a competição por vagas. Você deve estar se perguntando, caro leitor, qual a diferença então entre as duas instituições:  pública ou privada? Diria que a maquilagem da ansiedade distingue as duas equipes.

Uma veste a crença pelo milagre da educação, que não compete apenas às escolas e suas diretrizes e a outra veste prada, aparência envernizada pelo poder do capitalismo.

Num cenário degradante, as universidades vêm se deparando com a lamentável realidade que os jovens saem de casa a passeio e o destino é o mundo acadêmico. Ambientes estimulados pelos interesses financeiros dos comerciantes que se preocupam com lucro e fama, os proprietários dos bares e restaurantes que circundam os espaços universitários buscam, com esmero, a contratação dos melhores músicos profissionais de todos os ritmos das paradas de sucesso, ganhando impulso e estímulos nas portas das  batizadas “Facul”.

Berço de vários grupos-fãs dos shows que competem com o ensino, as estratégias pedagógicas dos docentes universitários perdem força para os guetos estudantis. Mais um problema social que poderia ser aliviado por aplicação de leis que, de alguma forma, deveriam ser rigorosamente cumpridas.

Existe um magnífico empreendimento comparativo entre duas vertentes que, mediocremente vem distanciando cientistas do comportamento humano. Alertam psicólogos e psicopedagogos, responsáveis por análises clínicas sobre os ambientes escolares, que o seio familiar, perdido em valores e no tempo que se faz necessário para a educação das crianças, joga para terceiros a obrigação de formar os bons hábitos da criança que lhe compete.

Não há ciência maior ou menor. Ela é a herança da plenitude da certeza de que o conhecimento não é estático nem linear. Ao contrário, ele é espiralado nas voltas que a diversidade abraça ao buscar causas novas e nobres. A Educação é vista por B. F. Skinner (1904/1990), professor da Universidade de Harvard, como “talvez o mais importante ramo da tecnologia científica”, porque afeta a vida de todos, e configura-se como uma área que tem muito a ser beneficiada pelas descobertas da Análise Experimental do Comportamento (AEC).

Alzira Jorri de Tomei é Psicopedagoga pela Faculdade de Guarulhos.


 

 

 

 

 

                                                 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!