hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias seta Edição 358 seta Os impostos que o brasileiro paga
19-Ago-2019
 
 
Menu Principal
Início
Edições
Notícias
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Revista O Brazinha
Aniversário do Brás
EDIÇÃO 368 - 1ª quinzena de agosto/2019
Image                    

Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 6336607
Flash de Notícias

Gostaria de receber nossas novidades? cadastre-se aqui e receba o nosso newsletter, sempre ficará por dentro de tudo do nosso jornal. Agora se realmente quer novidades sobre nossas edições e atualizações de nosso site em tempo real, adcione o nosso feeds RSS no seu programa predileto de leitor de notícias.

 
Os impostos que o brasileiro paga PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
21-Fev-2019
Image


Dr Emidio Severo*

 

Em dois artigos anteriores escrevemos sobre os rombos da Previdência Social e sobre o apego do brasileiro a cargos no funcionalismo público. Recebemos inúmeras manifestações favoráveis e contrárias. Todavia, o nosso propósito é seguir nessa linha analisando o conjunto de dados do país, para tentar contribuir na discussão dos rumos que o Brasil precisa tomar. Hoje quem passar pela Rua Boa Vista, na sede da Associação Comercial, verá no impostômetro, que o brasileiro já pagou nestes 45 dias do ano quase R$ 500 bilhões de reais em impostos. Isso é muito dinheiro em qualquer lugar do mundo. Ao final do ano teremos pago 2 trilhões e meio de reais de impostos, cujo dinheiro não se sabe para onde vai, ou melhor sabe sim. Se levarmos em conta que o PIB brasileiro é de 6 trilhões e meio, veremos que os impostos representam 40% do PIB do Brasil. Só de arrecadação de impostos no ano, o Brasil é maior que a Argentina, considerando toda a produção daquele país vizinho ou seja: só com a arrecadação de impostos no Brasil temos o 2º PIB da América do Sul, perdendo apenas para o próprio PIB do Brasil. E não é em vão: veja que mais da metade do valor de nossa conta de luz é com impostos. O IPTU dos imóveis é um absurdo. O IPVA é monstruoso. E não para por aí, veja que a Constituição autoriza o Governo a cobrar cerca de 22 impostos, 29 taxas, 35 contribuições e 4 Empréstimos compulsórios, ou seja: IPVA, IPTU, ICMS, ITBI, IOF, IPI, FGTS, ISS, CSLL, IRPF, IRPJ, ITR, SIDE, IPI, COFINS, INSS, PIS, PASEP, CID, ITCMD, IVVC, IGF, AIRE, etc, etc. Some-se a tudo isso que o brasileiro ainda paga o consumo de gás, energia elétrica, telefone, condomínio, gasolina, escola, plano de saúde, custas judiciais, contribuições sindicais, etc, etc, além do alimento, vestuário e lazer. Veja que é um quadro estarrecedor. Se não bastasse a luta que o brasileiro luta, ainda existe a necessidade de lutar também para diminuir esses impostos, diminuir os altos salários públicos, a quantidade de funcionário público, além da necessidade óbvia de acabar com a corrupção, desmandos e incompetências. Haja luta. Afinal, 2 trilhões e meio de reais coloca o valor dos impostos brasileiros para concorrer com a Aple, Amazon, Google, Microsoft etc. Envie seus comentários para  Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

 

*Dr Emidio Severo é Advogado há 40 anos, inscrito na OAB-SP sob n° 58.098. Tem especialização em Direito Civil, Trabalhista, Empresarial e Imobiliário

 

 

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!