hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias seta Edição 352 seta Pari completa 438 anos
19-Nov-2018
 
 
Menu Principal
Início
Edições
Notícias
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Revista O Brazinha
Aniversário do Brás
EDIÇÃO 352 - 1ª quinzena de novembro/2018
Image    

Curta-nos, siga-nos
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 5025438
Flash de Notícias

Todo 1º domingo do mês, o Movimento Poético de São Paulo faz sarau no Parque do Piqueri

 
Pari completa 438 anos PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
07-Nov-2018


Inobstante sem nenhuma programação festiva, o saudável bairro do Pari está assinalando 438 anos de história.

 

Eduardo Martellotta

 

Apenas 2,9 km² de área, população de 17.299 habitantes (Censo 2010), densidade 55,67 hab/ha, renda média R$ 1.344,31 e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,863 (elevado), o Pari está comemorando 438 anos, dia 9 de novembro próximo.

Cada vez mais tomado pelo comércio e por shoppings, o Bairro Doce de São Paulo (por abrigar no passado numerosas fábricas de doces), está cravado entre os rios Tamanduateí e Tietê. Formou-se em fins do século XVI e tem uma história interessante em torno do seu nome: pari era uma cerca de taquara ou cipó, estendida de mar a mar para pescar peixes. No caso, eles eram pescados principalmente nos rios Tietê e Tamanduateí, que ficavam próximos e eram rios piscosos, próprios para a instalação de "paris". Constituído essencialmente por pescadores, seus habitantes eram formados por índiosportugueses e mamelucos.

Situado em uma região de alagamentos, o Pari foi uma parte importante para a sobrevivência e o crescimento da cidade durante seus primeiros séculos, enquanto a alimentação dos moradores era resultado da pesca.

Em 1867, foi inaugurado, pela São Paulo Railway, um pátio ferroviário denominado Pari, hoje erradicado, que auxiliava nas manobras e na estocagem dos materiais que não podiam permanecer na Estação da Luz, possuindo também uma pequena estação de embarque e desembarque de mercadorias. Porém, apesar do nome, o pátio situava-se fora do atual distrito, entre as atuais ruas São Caetano, Monsenhor Andrade, Mendes Caldeira e a avenida do Estado, no Distrito do Brás. Neste distrito, também se situa o denominado Largo do Pari, logradouro da confluência da avenida do Estado com a rua Santa Rosa e, por aí, se percebe que a delimitação do distrito não respeitou a antiga compreensão que se tinha do Bairro do Pari.

 

Imigrantes de ontem e de hoje

Nos anos 60, assim como toda a região central de São Paulo, o Pari passou por um processo de degradação e esvaziamento populacional. Na década de 1980 o bairro passou a abrigar um grande contingente da colônia coreana e, a partir da década de 1990 o bairro começa a receber um grande número de imigrantes bolivianos, que se reúnem aos domingos na Praça Kantuta.

Diversos africanos hoje trabalham no comércio ambulante, entre eles senegaleses, angolanos, nigerianos, além dos haitianos, oriundos da América Central. É grande também a presença de muçulmanos no bairro, que se dirigem à Mesquita do Pari.

Nos últimos anos, o bairro mudou seu perfil urbano, e suas antigas fábricas de doces e residências passaram a ser substituídas por novos e modernos empreendimentos imobiliários.

Atualmente o bairro do Pari é conhecido como um dos maiores polos da indústria de confecções do País, sendo visitado diariamente por consumidores vindos dos diversos Estados do Brasil e até do exterior, para adquirir confecções, produtos de vestuário e utilidades domésticas nas centenas de lojas que comercializam tanto no atacado como no varejo, localizadas principalmente nas ruas Silva Teles, Maria Marcolina e avenida Vautier, entre outras, se estendendo até o bairro do Brás, formando com o comércio deste bairro vizinho um único centro comercial.

 

Image

 

 

 

 

Paróquia Santo Antônio fica na Praça Padre Bento, que precisa de cuidados

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

Colorado do Brás está na rua Itaqui, 141

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 


Biblioteca do Pari

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

Praça República da Coreia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

Antigo Pátio Ferroviário Pari

 

 

 

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!