hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias seta Edição 349 seta Ufólogo relata experiência na Ilha de Páscoa
17-Jun-2019
 
 
Menu Principal
Início
Edições
Notícias
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Revista O Brazinha
Aniversário do Brás
EDIÇÃO 364 - 1ª quinzena de junho/2019
Image              

Curta-nos, siga-nos
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 6000920
Ufólogo relata experiência na Ilha de Páscoa PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
26-Set-2018

ImageO ufólogo Edison Boaventura Jr presidente do Grupo Ufológico de Guarujá – GUG disse em entrevista ao Jornal do Brás que no mês de março deste ano fez viagem à Ilha de Páscoa, no Chile, durante sete dias. O objetivo da viagem foi coletar informações arqueológicas na região, que concentra 882 moais (estátuas grandes) e averiguar casos de Objetos Voadores Identificados – OVNIs que ocorrem na região. “Os guias e moradores locais informaram que no local aparecem luzes e OVNIs entrando e saindo de dentro do mar. A incidência maior é no vulcão Rano Kau. Algumas noites eu e minha esposa chegamos a ver esses fenômenos, filmamos e tiramos fotos”, disse Edison, acrescentando que fotos já estão em poder da Força Aérea do Chile e que ele esperava o resultado da análise destas fotografias.

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

“As noites são muito escuras na região e há muitos vulcões dentro da Ilha de Páscoa, o ponto mais distante da América do Sul. Ela fica a cerca de 3.700 km do Chile e a 4.200 km das Ilhas Polinésias”, contou. O ufólogo disse também que as áreas dos vulcões são preservadas e há sítios arqueológicos. E que durante a noite, os turistas e as pessoas comuns não podem adentrar a área, que é fechada.

A maioria dos moais está tombado, caído ou soterrado (até debaixo do mar), disse ele. “Esses moais representam chefes de tribos antigas, pessoas que eram ricas ou tinham alguma importância para a tribo. Os moais que tem um pukao (espécie de chapéu) representam uma pessoa importante. Eles chegaram à Ilha de Páscoa antes de 1600. Tudo indica que seriam polinésios, mas que tiveram influências do povo pré-incaico, como Machu Picchu no Peru”, finalizou Edison Boaventura Jr.

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!