hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias seta Edição 173 seta Região tem Batalhão de Trânsito
19-Dez-2018
 
 
Menu Principal
Início
Edições
Notícias
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Revista O Brazinha
Aniversário do Brás
EDIÇÃO 354 - 1ª quinzena de dezembro/2018
Image      

Curta-nos, siga-nos
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 5156355
Região tem Batalhão de Trânsito PDF
Classificação: / 3
FracoBom 
07-Mai-2009
Image

 

Eduardo Cedeño Martellotta 

 

Em 21 de abril foi comemorado o Dia dos Policiais Civis e Militares. A reportagem do Jornal do Brás foi conhecer as dependências do 34º Batalhão da Polícia Militar Metropolitano, anexado à estação Bresser-Mooca do Metrô.

O Ten Cel PM Emilio Luiz Santana Panhoza, natural de Botucatu, comanda o 34º BPM/M desde setembro de 2006, oriundo do 37º Batalhão da zona sul. Tem 31 anos de serviço na polícia militar. Ele atuou ainda por sete anos no Corpo de Bombeiros e 17 anos como piloto do Grupamento Aéreo.

O 34º BPM/M, subordinado ao Comando de Policiamento da Capital (CPC) tem sua área de atuação em todo o município de São Paulo, mais especificamente no policiamento de trânsito, há cerca de um ano e meio. Com a extinção do Comando de Policiamento de Trânsito – CPTran, toda a Polícia Militar passou a cuidar do trânsito.Hoje, com o convênio realizado entre Estado e Município, esta atividade passou para o 34º com apoio dos Comandos de Policiamento de Área (CPA). “Ele apóia todos os CPA da Capital”, explica o Ten Cel Emilio. O 34º trabalha conta com quatro companhias: a 1ª Cia, que atende as áreas Norte e Leste, a 2ª Cia, que é responsável pela área Sul, a 3ª Cia, que responde pela área Leste e a 4ª Cia, da área Centro. Na Capital, acrescenta ele, são oito CPAs.

ImageAperfeiçoamento dos Policiais

No 34º BPM/M é feito todo o estágio de aperfeiçoamento dos policiais. “A tropa formada, que está na rua, precisa retornar aos quartéis uma semana por ano para fazer uma reciclagem, o EAP – Estágio de Aperfeiçoamento Profissional, que no caso do 34º é específico de trânsito”, conta ele. Isso é feito em três estágios diferentes – para os oficiais, sargentos, e para cabos e soldados. Também é feito o treinamento de motos no interior do batalhão, para o pessoal do 34º e policiais de outros batalhões da capital. O efetivo do 34º é composto por 826 homens.

As motos do 34º BPM/M atuam em quatro corredores – nas Marginais Tietê e Pinheiros, e nas avenidas Radial Leste, dos Bandeirantes e 23 de Maio. “Temos também 156 Pontos de Policiamento de Trânsito - PPTs na Capital cobertos por viaturas quatro rodas, com apoio de viatura de outros batalhões”, completa.

 

Operação Direção Segura

Seguindo o trinômio educação – engenharia – fiscalização, o 34º Batalhão está voltado à Operação Direção Segura, com vistas às pessoas que se embriagam e pegam no volante. Depois do Carnaval, todos os oito CPAs mais o 34º BPM/M passaram a fazer esta operação, segundo o Ten Cel Emilio. “Nós estamos aqui para dar segurança àquelas pessoas que querem se divertir. E tirar aqueles maus motoristas que se embriagam e tiram a diversão de outros. As pessoas não acreditam muito que beber causa acidente”, diz o comandante.

A Lei Seca entrou em vigor no dia 19 de junho de 2008. O Ten Cel Emilio deixa claro que não houve aumento nem redução no número de flagrantes, em comparação com as operações antes da lei. Houve, sim, um aumento de fiscalização a partir de fevereiro deste ano. “Não é porque o pessoal deixou de acreditar na lei, que começou a beber. Nós aumentamos a fiscalização, e muito. E com isso houve um aumento de pessoas abordadas, e consequentemente, de pessoas que foram pegas, que antes não eram”, explicou ele.

Antes da lei, o batalhão já utilizava bafômetros, conta ele. Hoje são utilizados 153 nesta operação somente na Capital. No ano de 2008 foram adquiridos pelo Governo de São Paulo 470 etilômetros.

  

ImageAntigo Terminal Rodoviário

No local, funcionou por 13 anos o extinto Terminal Rodoviário Bresser. Inaugurado em 28 de janeiro de 1988, na rua do Hipódromo s/n (região da Mooca), era administrado pelo Metrô (Cia. Metropolitano de São Paulo) e integrado à estação Bresser (linha 3 - Vermelha). Foi criado para funcionar provisoriamente até a inauguração da rodoviária Barra Funda e para dar vazão ao saturado Terminal Tietê, o maior da América Latina.
Em setembro de 2001, a STM/SP publicou portaria que definia o fechamento da rodoviária.

Em julho de 2002, o 34º BPM/M (com 500 homens), então novo batalhão da Polícia Militar, responsável pela segurança do Centro, acertou a inauguração de sua sede, aonde funcionava o Terminal Bresser, para o final de 2002, após cessão do terreno pelo Metrô. Comandado na época pelo Tenente Coronel Ararigbóia Felisbino Mazarin Delecródio, o batalhão foi criado por decreto no mesmo ano, após reivindicação da comissão do programa estadual Centro Seguro.

Nova linha do Metrô

Há estudos sobre a implantação de uma nova linha do Metrô (Corifeu – Bresser), anexada à estação Bresser-Mooca, e existem rumores de que o 34º Batalhão estaria de mudança para outro local. “Este prédio é do Metrô. Já houve um pedido deles, e estamos à procura de outras áreas para abrigar a sede do Batalhão. Por enquanto, continuaremos aqui”, explica o Ten Cel Emilio.

Uma curiosidade é que toda quinta-feira à noite são realizadas missas católicas no 34º BPM/M. “É um encontro com a comunidade”, finaliza o comandante.

O 34º Batalhão fica na rua Visconde de Parnaíba, 2.334. Contatos pelo fone 2618-1110.

 
 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!