hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias Jornal do Brás seta Edição 322 seta O Reino de Maria e a grande profecia de Fátima
26-Fev-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 381 - 2ª quinzena de fevereiro/2020
Image                                  

Jornal do Belém Ed 1 - 20/01/2020
Image
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 7369936
Flash de Notícias

Prezados Amigos,
Prezadas Amigas,


Permitimo-nos apresentar para sua apreciação, a primeira edição do Jornal do Belém, de portas abertas e páginas abertas à disposição dos moradores da região, empresários, autoridades, lideranças comunitárias e simpatizantes, com a mesma dedicação dos mais de 30 anos de nosso Jornal do Brás.
Ao ensejo, rogamos seu incentivo para essa nova bandeira da Região Brás/Belém.

Abraço Fraterno,
Milton George

 


 
O Reino de Maria e a grande profecia de Fátima PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
06-Jul-2017
Image


A minha homenagem como um católico praticante, ministro da Comunhão Eucarística, ao primeiro Centenário da Aparição de Nossa Senhora de Fátima, aos três pastorinhos, Lúcia de 10 anos, Francisco de 9 anos e Jacinta de 7 anos

Antão Ouriques de Farias

No início do século XX, quando apenas começava a se delinear timidamente o esforço de um mundo que nasceria da vitória dos Aliados na Primeira Guerra Mundial, verificou-se um dos fatos mais notáveis da história contemporânea: aparece a Mãe de Jesus e traz à humanidade uma Mensagem, o Reino de Maria.

A primeira aparição foi no dia 13 de maio de 1917. A mais profética aparição dos últimos tempos. As profecias de Nossa Senhora de Fátima anunciaram grandes castigos, mas também grandes meios de salvação. Nossa Senhora advertia na cova da Iria a existência de uma prodigiosa crise na sociedade a qual era senão a consequência de uma crise religiosa, uma catástrofe mais moral do que política. A humanidade já vive mais em função de seu criador, mas de si mesma. Esqueceu-se de que seu fim nesta terra, é amar a Deus e conquistar a salvação das almas. Diante de quadro tão dramático, como esperar que não venha sobre o mundo uma regeneradora? Como poderia Deus ignorar a imensa crise no qual o mundo está submerso, pelas maldades dos homens? E à medida que caminhamos para o paroxismo da degradação moral, mais provável também é a efetivação dos castigos profetizados por Nossa Senhora. Isto posto, resta nos voltar o nosso olhar para uma Luz que brilha nos horizontes dos acontecimentos atuais, e que nos convida a confiar na promessa feita por Maria há 100 Anos, quando disse “por fim, o meu Imaculado Coração triunfará”. O triunfo do Imaculado Coração de Maria. O Reino de Maria é o ápice da história. Quando o preciosíssimo sangue de Cristo derramado para nossa redenção, porque um Reino de Nossa Senhora, porque foi por intermédio da Santíssima Virgem, que Jesus Cristo veio ao mundo. O seu título de Rainha do Céu e da Terra, o qual ela recebeu tão logo subiu aos Céus, foi coroada pela Santíssima Trindade. Salve a Santíssima Virgem Maria. Amém.

São Luís Grignion afirma quando fala de um reinado temporal de Maria, é que Ela será de fato, Rainha dos homens e exercerá sobre a humanidade um governo efetivo. Nessa época diz, “As almas respirarão Maria, como os corpos respiram o ar”. Será uma nova era histórica, na qual a graça habitará no coração da maioria dos homens e estes serão dóceis à ação do Espírito Santo através da devoção a Maria: “Ocorrerão coisas maravilhosas neste mundo, onde o Espírito Santo como que reproduz ida nas almas, virá sobre Elas abundantemente e as cumulará de seus dons particularmente do dom de sabedoria, para operar as maravilhas da graça”.

São Luís Grignion de Montfort explica que o Reino especial de Deus pai durou até o dilúvio e terminou por um dilúvio de água; o Reino de Jesus Cristo.

O Reino de Maria será a plenitude do Reino de Nosso Senhor Jesus Cristo, uma vez que a devoção a Nossa Senhora é a devoção, a misericórdia e o amor de Nosso Senhor levados ao último dos requintes. Maria disse em Fátima ser o desejo de Deus para que haja o triunfo de seu Imaculado Coração. A devoção a Maria é plena porque Ela reina e é Rainha no sentido mais excelso. O reino de Maria será a glória de Deus, de sua mãe Santíssima e da Santa Igreja Católica: “Plenitude e Perfeição da Igreja”.

Na mensagem de Fátima fica patente que a vinda do Reino de Maria é algo irreversível, o reinado da Virgem Santíssima trará consigo uma nova plenitude e perfeição à Igreja. O Reino de Maria será uma grande reconciliação para que a Igreja alcance a perfeição a que foi chamada. O Reino de Maria deve estar presente na alma de todo católico como um sopro de graça, uma certeza posta na alma por ação do Espírito Santo.

 

Image

Os Benefícios do Santo Rosário

Em todas as aparições aos três pastorinhos, em Fátima, Nossa Senhora recomendou a recitação do terço como um meio para se obter a paz e a alegria eterna, para nos encorajar. São Luis Grignion acrescenta que essa devoção:

1º) Nos eleva ao conhecimento perfeito de Jesus Cristo;

2º) Purifica as nossas almas do pecado;

3º) Faz-nos vitoriosos contra todos os nossos inimigos;

4º) Torna-nos fácil da prática das virtudes;

5º) Abrasa-nos no amor de Jesus Cristo;

6º) Por fim, faz-nos obter de Deus toda espécie de graça. O Rosário, a Fé e as boas obras e o facho iluminador das Almas, através da Caridade fraterna. Amém. Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Antão Ouriques de Farias, católico praticante, é escritor, historiador e pesquisador.

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!