hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias Jornal do Brás seta Edição 315 seta Festa Mulher brilha Méritos no Juventus
10-Abr-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 384 - 1ª quinzena de abril/2020
Image                                     

Jornal do Belém Ed 2 - 12/03/2020
Image  
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 7644794
Flash de Notícias

Para o economista da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Marcel Solimeo, o levantamento serve para que se tenha uma ideia numérica do que pode acontecer nos próximos meses 


São Paulo, 2 de abril de 2020Um estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) aponta que a arrecadação de impostos no Brasil pode sofrer uma queda de até 39,3% em virtude dos impactos do isolamento social recomendado por especialistas e pela própria Organização Mundial de Saúde (OMS) como a forma mais eficaz de combate ao novo coronavírus (Covid-19). Para o economista da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Marcel Solimeo, o levantamento serve para que se tenha uma ideia numérica do que pode acontecer nos próximos meses.


“São projeções baseadas em algumas hipóteses, mas o cenário de incerteza, como o que estamos atravessando, pode apresentar algumas surpresas. De qualquer forma, é um estudo interessante para que a gente possa ter alguma ideia numérica do impacto das medidas”, pondera Marcel Solimeo, economista da ACSP.


O levantamento considera receitas tributárias da União, dos estados e dos municípios e leva em conta projeção inicial feita pelo IBPT, de R$ 2,8 trilhões em impostos, com base nos dados do orçamento projetados pelo governo.


O IBPT estabeleceu quatro possíveis cenários para o fim do período de isolamento, que começou em 18 de março em muitos estados e determinou o fechamento do comércio de maneira geral, exceto estabelecimentos considerados como serviços e atividades essenciais à população, como supermercados, serviços de saúde, transportes, farmácias e postos de combustíveis, por exemplo.


Pela projeção, se o isolamento for encerrado no fim de abril, a queda na arrecadação será de 26,49%; se for em maio, 32,38%; caso ocorra em junho, 35,35%; na ocorrência de o confinamento ser finalizado apenas em julho, o tombo seria de 39,32%.


“A situação é por demais preocupante, pois os governos estão injetando dinheiro na economia para mitigar os problemas causados pela crise sanitária e a queda sensível de arrecadação, em qualquer dos cenários, causará no mínimo uma recessão”, afirma o coordenador de estudos do IBPT, Gilberto Luiz do Amaral.

O estudo do IBPT aponta ainda as quedas médias por esfera de governo, isto é, federal, estadual e municipal. Além de detalhar os meses de maiores perdas na arrecadação, com destaque para agosto, caso haja um isolamento até o fim de julho, podendo atingir até 70% naquele período.


O levantamento fez também uma estimativa com cálculo de perdas diárias e mensais: se o isolamento acabar em abril, perda média mensal será de R$ 78,01 Bilhões, equivalente a uma perda diária de R$ 2,57 bilhões; em maio, a perda média mensal será de R$ 95,41 Bilhões, equivalente a uma perda diária de R$ 3,14 bilhões; em junho, a perda média mensal sobe para R$ 104,18 bilhões, equivalente a uma perda diária de R$ 3,42 bilhões; em julho, a perda média mensal será de R$ 115,86 bilhões, equivalente a uma perda diária de R$ 3,81 bilhões.


Veja estudo na íntegra:
Queda da arrecadação tributária em decorrência dos efeitos da pandemia de coronavírus

 

 
Festa Mulher brilha Méritos no Juventus PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
22-Mar-2017


Tal como se previa, o evento Mulheres Notáveis 2017 se realçou em Primeira Grandeza, gerando sussurros de emoções mescladas ao fascínio e alegria

 

Fundadora do Lions Barra Funda

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

Filha de lavradores, ela nasceu na cidade de São Manuel na Fazenda São Francisco, em 1931.

Cursou o primário em escola rural de São Manuel, e para seguir os estudos e concluir o magistério, que sempre foi sua grande paixão, foi para a cidade de Agudos onde permaneceu 7 anos como interna no único Colégio de Freiras daquela cidade.

Determinada, com forte personalidade e imbuída do desejo de levar instrução para as crianças, formou–se professora, fazendo da sua vocação um sacerdócio. Lecionando por 31 anos se aposentou como Auxiliar de Diretoria. Sempre preocupada com o bem estar social dedicou-se na ajuda aos mais necessitados desde a sua mocidade.

Em busca de melhoria de vida rumou com seu marido Clodoaldo para São Paulo na Barra Funda. Tiveram quatro filhos formando todos: Mario Luiz – cirurgião dentista, Carlos Eduardo – sacerdote, pároco na cidade de Campo Grande, Clodoaldo Bottura Filho – médico cardiologista e Ana Paula -  Zootecnista. Filhos que lhe presentearam com 4 netos e 3 bisnetos.

Maria de Lourdes Franzine Bottura recebeu do Jornal do Brás o Troféu Diamante Mulheres Notáveis. No palco, agradeceu a homenagem e dedicou a todos do Lions Barra Funda.

Leoninos prestigiam prêmio na festa

Também presentes no Jantar, ao lado de Maria de Lourdes na mesa, Miriam Godoy Arruda, Zilda Rocha Salgado, Eliane, Neide Ciarlariello, Adilson e Benedito Soares de Miranda, todos do Lions Barra Funda, fundado em 15 de junho de 1979. Neide Ciarlariello, neta do famoso seresteiro Paraguassu, é a atual presidente da entidade.

Neide disse ao Jornal do Brás que está pela 5ª vez na presidência do Barra Funda (gestão 2016-2017). “O Lions é a maior organização de serviços no mundo. Estamos presentes em 217 países e o nosso lema é Servir. É gente cuidando de gente” – explicou ela. O Lions Barra Funda conta hoje com 20 membros e fica na rua Botucatu, 919 – Edifício Lions.

 

 

Ana Paula e Marina

O Show

Image

 

 

 

Foi um êxtase entre os convivas. Elas fizeram um espetáculo de Dança Flamenca num tablado de madeira. Beleza de show

 

 

 

 

 

 

 

Image

A Primeira-Dama do Estado de São Paulo e presidente do Fussesp (Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo – Fussesp), Lu Alckmin, havia programado sua presença no Jantar Mulheres Notáveis. Porém, em virtude de compromisso urgente com o marido, governador Geraldo Alckmin, no Rio de Janeiro naquela data, Lu Alckmin não compareceu, sendo representada por Tina Resende, técnica regional do Fussesp. Na foto, Tina, professora Guimarães e filha Luely

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

Simone Gimenez e a NGT com o Palhaço Leleco vibraram com o sucesso do evento

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

Lado a lado com Evando Reis

Diz o ditado: Por trás de um grande homem, uma grande mulher! Também laureada no Jantar Mulheres Notáveis, a esposa do ex-subprefeito da Mooca, Evando Reis, que está sempre presente nos principais eventos sociais ao lado do marido, principalmente, nas reuniões do Rotary Club Alto da Mooca onde Evando é rotariano.

Miriam Caldeira, a ex-Primeira-Dama da nossa região, recebeu do Jornal do Brás o Troféu Diamante Mulheres Notáveis.

Após ser laureada, Miriam disse que não esperava a homenagem. “É muito bom este incentivo para continuar o nosso trabalho”. Ela veio acompanhada do irmão Marcos e esposa Célia, que tem escritório no Brás, no ramo imobiliário.

 

 

 

 

Image

 

 

Buffet Estilo. Esforçadíssima Telma Elita Menezes Pedroza recebe de nós a merecida homenagem, com os parabéns de todos convidados

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!