hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias Jornal do Brás seta Edição 308 seta Polícia orienta compradores no Brás
07-Abr-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 383 - 2ª quinzena de março/2020
Image                                    

Jornal do Belém Ed 2 - 12/03/2020
Image  
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 7627808
Flash de Notícias
Plataforma oferece gratuidade
para médicos atenderem on-line

 

São Paulo, 2 de abril  de 2020 – A plataforma Mymedi, que funciona como um prontuário eletrônico, com base audiovisual para telemedicina, está oferecendo gratuidade para médicos e instituições de saúde que necessitem atender seus pacientes remotamente.
 
Para o médico e um dos idealizadores do Mymedi, Dr. Paulo Lázaro, já é esperada uma saturação dos serviços de saúde em todo o país, em decorrência do coronavírus, principalmente para aqueles que oferecem atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que atendem 75% da população brasileira.  Mesmo consultórios e clínicas particulares precisam encontrar maneiras para dar apoio e orientação aos pacientes que não podem sair de casa.

 A consulta direta do paciente com seu médico de confiança ajuda não só a sanar dúvidas e eliminar angústias como conter informações incorretas que são amplamente disseminadas em períodos de propagação de novas doenças.

 "Hoje é imprescindível o isolamento, como orienta a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde. Só assim poderemos garantir que o vírus Covid-19 não se propague em uma velocidade absurda. Um paciente idoso, que está no grupo de risco, por exemplo, pode ter um simples problema de saúde, que uma orientação online poderá resolver, sem a necessidade de locomoção até o consultório. Por conta disso, liberaremos gratuitamente o acesso a nossa plataforma, onde é possível consultar o prontuário e fazer o atendimento de pacientes de forma remota, priorizando consultas presenciais apenas para casos de maior gravidade", explica o médico.

O conceito da telemedicina ganhou força nos Estados Unidos a partir dos anos 1950, enquanto no Brasil o debate sobre o tema só começou muitos anos depois. Hoje, em meio à pandemia é um conceito que se faz necessário. 

No prontuário eletrônico - que já funciona em algumas clínicas privadas - é possível ter uma sala de consultório virtual, onde o médico se conecta por um link.  Não é necessário baixar nenhum programa. O médico apenas faz sua inscrição e cria a sua sala de atendimento.  Depois, encaminha o endereço eletrônico para seu paciente, marca o horário e realiza a consulta remotamente.

 A vantagem do Mymedi, segundo Lázaro, é que, além de atender virtualmente o paciente, o médico poderá preencher o prontuário, armazenar exames,  preservando todo o histórico das consultas em um mesmo ambiente, o que não é possível fazer em outros ambientes como como aplicativos de mensagens e vídeo-chamada, e-mails e redes sociais. 

O sistema oferece ainda informações sobre a bula de medicamentos, o CID e atestado aos pacientes. Um fator importante é todos os dados do paciente são mantidos em segurança, respeitando a confidencialidade médico-paciente. 

 "Além de oferecer assistência virtual, por meio do Mymedi também é possível realizar prescrições e pedido de exames com assinatura digital, mantendo a segurança dos pacientes, principalmente aqueles que precisam passar por consultas de acompanhamento, garantindo que eles se exponham menos. É ainda maneira de não sobrecarregar os sistemas de saúde nesse momento tão delicado pela qual estamos passando" diz Dr. Paulo Lázaro.

Outro idealizador da plataforma, o médico Dr. Marcelo Santoni conta que foram realizadas experiências em algumas clínicas no interior de São Paulo e a resposta foi muito positiva.  "O que nos deixou satisfeitos é que o retorno foi altamente satisfatório para a teleconsulta, tanto por parte dos médicos, como por parte dos pacientes. Os testes mostraram que a nova modalidade tem tudo para ser uma excelente opção, ainda mais neste momento de crise". 

Dr. Santoni esclarece, ainda, que o prontuário ficará armazenado para a consulta do médico solicitante, mesmo que o prazo de gratuidade do sistema tenha acabado.  Ele também salienta que o atendimento virtual não foi criado para substituir a consulta presencial e sim para agilizar e orientar condutas com maior rapidez e dar o diagnóstico prévio. Deste modo, aqueles que não podem comparecer a hospitais, consultórios e clínicas não ficam sem atendimento.

Pelo sistema do Mymedi também é possível montar uma sala de conferência, caso o profissional necessite da opinião de outros especialistas, por exemplo. "Há muito tempo vínhamos detectando a necessidade de aplicativos para a telemedicina e telesaúde. Hoje já nem é mais uma tendência. Passou a ser de extrema necessidade, em razão do perigo do risco de contágio do coronavírus", finaliza.

 
Serviço:

Mymedi
https://mymedi.com.br
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email  

Fonte: Artifício Comunicação 
 
Polícia orienta compradores no Brás PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
23-Nov-2016
Image

Com a proximidade do Natal, cerca de 1,5 milhão de pessoas por dia vêm à região Brás/Pari para fazer compras. Em entrevista ao Jornal do Brás, o delegado titular do 12º DP Pari, Dr Eder Pereira e Silva, explicou que os preços atraentes trazem a cada ano uma aglomeração maior de pessoas ao bairro, em virtude da crise econômica registrada no País, e que a tendência é aumentar com a abertura dos novos shoppings populares.

Porém, ele orienta que a população tenha muito cuidado ao vir comprar nas cerca de 9.000 lojas da região. Ele disse que se deve evitar ir com relógio, carteira e muita quantidade em dinheiro e que é melhor trazer cartão. Se atender uma ligação telefônica, ele sugere que a pessoa entre no comércio. “Se vir com carteira, coloque dentro da roupa. E se ao entrar no banco ou comércio, ver se está sendo seguido por alguém” – completou o Dr Eder.

Em relação a quadrilhas que rasgam a bolsa do comprador para retirar os pertences, o delegado lembrou que duas foram presas este ano. “Mesmo elas presas, acabam tendo uma ramificação com outros grupos que continuam este tipo de crime” – comentou, acrescentando que no ano passado havia mais quadrilhas praticando este tipo de crime na região Brás/Pari.

 

Patrulhamento Natal

O Dr Eder salientou que tanto a Polícia Civil como a Militar e a Guarda Civil Metropolitana estão preparadas para dar segurança ao povo, que não deve ter nenhum medo de vir ao Brás. Nos locais onde há maior incidência de crimes, como o Largo da Concórdia e Praça Agente Cícero, temos viaturas da GCM e PM fazendo o policiamento, além da Base PM.

 

Operação Delegada está de volta

Com a posse do novo prefeito João Doria Jr em 1º de janeiro de 2017, o Dr Eder espera uma maior atuação da GCM, nas praças, escolas, UBSs e hospitais. Segundo ele, a proposta de Doria é trazer de volta a Operação Delegada no Brás, com contingente grande.

Ele informou também que, sobre a polícia investigativa, o governador Geraldo Alckmin autorizou novas vagas para investigador, delegado e escrivão. “Com essa nova nomeação, acreditamos que irá aumentar o contingente da delegacia” – disse o delegado titular do 12º DP, que conta atualmente com 33 funcionários, sendo quatro delegados, nove escrivães de polícia, 13 investigadores, seis agentes policiais e um agente de telecomunicações. A Central de Flagrantes continua atendendo no 8º DP.

Ação Social na Delegacia

Realizada mensalmente no 12º DP, a entrega de alimentos aos moradores da Vila dos Idosos beneficiou 86 famílias no último mês, sendo a próxima programada para o dia 25 de novembro próximo, das 10h às 12h.

 

 

 

 

 

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!