hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias Jornal do Brás seta Edição 302 seta José Bonifácio, Mártir da Independência do Brasil
22-Fev-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 381 - 2ª quinzena de fevereiro/2020
Image                                  

Jornal do Belém Ed 1 - 20/01/2020
Image
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 7351958
José Bonifácio, Mártir da Independência do Brasil PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
05-Set-2016
Image


Antão Ouriques de Farias

Sobre a Independência do Brasil, o pioneiro foi Tiradentes, Joaquim José da Silva Xavier. Nasceu na Fazenda do Pombal, entre São José (hoje Tiradentes) e São João Del Rey, Minas Gerais, em 1746 e morreu no Rio de Janeiro, em 21 de abril de 1792.

Mas vários, como Frei Caneca e Diogo Antonio Feijó (regente do Império) foram a Portugal com desejo de tornar o Brasil independente.

O grande baluarte e pivô da Independência que com sua coragem e decisão de lutar contra a má vontade de D. Pedro I, sobre a Independência, foi José Bonifácio.

Image

Estando em Portugal, servindo ao governo de lá, José Bonifácio voltou ao Brasil, pois vendo as riquezas do Brasil, começou a enviar cartas a D. João VI, pedindo o desligamento do Brasil do vínculo com Portugal. Enviou a 1ª, 2ª até a 8ª carta, quando veio a resposta de D. João VI: “Só darei o desligamento do Brasil com Portugal, se o Brasil pagar as contas que nós temos com a França e a Inglaterra”. José Bonifácio reuniu o Congresso, então, resolveram em troca da Independência, que o Brasil assumisse e pagasse a dívida que Portugal tinha com a França e Inglaterra. Essa dívida estendeu-se até 1900 no Governo de Campos Sales.


Patriarca da Independência

José Bonifácio de Andrada e Silva foi um estadista, político, literato e poeta brasileiro, nascido em Santos em 13-6-1763 e morreu em Niterói em 6-4-1838. José Bonifácio iniciou e concluiu seus estudos na Universidade de Coimbra. Possuidor de rara inteligência, estudou as línguas e as literaturas clássicas e modernas e filosofia especulativa. Tornou-se o primeiro catedrático da Coimbra. Serviu ao governo de Portugal vários anos, mas quando ele viu as riquezas do Brasil, de madeiras e pedras preciosas, chegando em Portugal abreviou a sua volta ao Brasil. Iniciou sua luta pela Independência depois das várias cartas como já citei antes. Dom João VI concluindo o acordo com o Patriarca, enviou duas cartas, uma a José Bonifácio e outra ao seu filho Pedro I, para desligar o Brasil de Portugal.

José Bonifácio enviou um emissário a Santos, para entregar a missiva ao filho. Em 7 de setembro de 1822, o emissário encontrou D. Pedro I nas margens do Riacho do Ipiranga. Dom Pedro I parou a comitiva e leu a carta, obedecendo as ordens do pai, então disse: “Estou recebendo ordens de Portugal. O Brasil está desligado de Portugal, agora será Independência ou Morte, se alguém vir a discordar”.

Salve o nosso Patriarca José Bonifácio.

Antão Ouriques de Farias é escritor, historiador e pesquisador, católico praticante.

Image

 

 

 

José Bonifácio de Andrada e Silva

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!