hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias Jornal do Brás seta Edição 278 seta Bolivianos celebram 190 anos de Independência
23-Jan-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 379 - 2ª quinzena de janeiro/2020
Image                               

Jornal do Belém Ed 1 - 20/01/2020
Image
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 7196042
Flash de Notícias

Gostaria de receber nossas novidades? cadastre-se aqui e receba o nosso newsletter, sempre ficará por dentro de tudo do nosso jornal. Agora se realmente quer novidades sobre nossas edições e atualizações de nosso site em tempo real, adcione o nosso feeds RSS no seu programa predileto de leitor de notícias.

 
Bolivianos celebram 190 anos de Independência PDF
Classificação: / 1
FracoBom 
20-Ago-2015


Eduardo Cedeño

A comunidade boliviana em São Paulo, estimada em 300.000 pessoas, festejou dias 8 e 9 de agosto últimos, os 190 anos da Independência da Bolívia, em mega-evento realizado no Memorial da América Latina.

Presente na solenidade, dia 8/8, o prefeito Fernando Haddad disse que São Paulo é uma cidade construída por migrantes e imigrantes. “Recebemos nossos irmãos de todas as partes do Brasil e do mundo e sabemos conviver em harmonia. Não podemos dar margem à intolerância e à violência. Temos que dar espaço para as oportunidades, às crianças, jovens, adultos e idosos”, ressaltou ele, filho de libaneses. “Tenho um compromisso ainda maior com a causa da diversidade. É uma satisfação ter uma comunidade tão grande de bolivianos, receber também os haitianos e cubanos. Todos vêm a São Paulo por escolha, porque é uma cidade de oportunidades”.

 

Laços de amizade fortalecidos

O secretário municipal de Direitos Humanos, Eduardo Suplicy, parabenizou a associação cultural pela festividade. “Sinto-me muito feliz em estar nesta festa tão bonita, com o folclore boliviano sendo mostrado aqui”, disse ele. “O presidente da Bolívia Evo Morales está feliz por saber que aqui em São Paulo, vocês são muito bem-vindos. É importante para nós, em festas como essa, fortalecer os laços de amizade entre brasileiros e bolivianos e todos os povos da América Latina”.

João Batista, presidente do Memorial da América Latina, fez uma saudação a todos os bolivianos e disse: “É uma festa de cultura e afirmação cultural. Nós do Memorial, órgão do governo do Estado, sempre tivemos muito prazer em abrigar esta festa. Quero saudar a presença de vocês, do prefeito Haddad e do secretário Suplicy”.

O presidente da Associação Cultural Folclórica Bolívia Brasil (ACFBB), Geeman Poma, gritou “Viva a Bolívia!”. A entidade foi responsável pela organização do evento, junto com a Prefeitura de São Paulo. A festa deste ano teve como lema “Fé e Cultura”.

Em seguida, o cônsul geral da Bolívia, Claudio Luna, agradeceu ao prefeito pela festa e disse que a cada ano o festejo fica mais bonito, mostrando toda cultura boliviana.

Após os pronunciamentos, os Grupos Kantuta/Caporales e Morenada iniciaram os 13 desfiles folclóricos, nas categorias danças leves, pesadas e individuais, até as 19h, que se repetiram no dia seguinte. A festa contou ainda com uma feira artesanal e gastronômica, com o melhor da arte e cozinha boliviana.

Image

 

 

 

Eduardo Suplicy, secretário municipal de Direitos Humanos e prefeito Fernando Haddad

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

Grupo Kantuta abriu os desfiles folclóricos

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

Salve Simón Bolívar!

O Alto Peru, mais tarde conhecido como Bolívia, dependia do vice-reinado do Rio da Prata desde 1776. A proclamação da Independência da Bolívia foi consolidada em 6 de agosto de 1825 e pôs fim ao poder espanhol na América Hispânica. Simón Bolívar, conhecido como o Libertador da América, foi o primeiro presidente da Bolívia.

 

 

 

 

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!