hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias Jornal do Brás seta Edição 278 seta Vereador fala sobre a cidade no Rotary
23-Jan-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 379 - 2ª quinzena de janeiro/2020
Image                               

Jornal do Belém Ed 1 - 20/01/2020
Image
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 7196039
Flash de Notícias

Prezados Amigos,
Prezadas Amigas,


Permitimo-nos apresentar para sua apreciação, a primeira edição do Jornal do Belém, de portas abertas e páginas abertas à disposição dos moradores da região, empresários, autoridades, lideranças comunitárias e simpatizantes, com a mesma dedicação dos mais de 30 anos de nosso Jornal do Brás.
Ao ensejo, rogamos seu incentivo para essa nova bandeira da Região Brás/Belém.

Abraço Fraterno,
Milton George

 


 
Vereador fala sobre a cidade no Rotary PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
20-Ago-2015
Image

O vereador Andrea Matarazzo, pré-candidato a prefeito de São Paulo pelo PSDB, proferiu na tarde do último dia 13 de agosto na reunião-almoço do Rotary Alto da Mooca, realizada no Buffet Milenium, palestra intitulada "Conversa com Paulistanos: a cidade que queremos, propostas e soluções".

Paulistano formado em Administração de Empresas, Andrea Matarazzo tem longo histórico de serviços prestados à causa pública. Em 2012, foi eleito vereador com 117.617 votos. Foi secretário municipal de Coordenação das Subprefeituras de 2007 a 2009, estadual da Energia no governo Mário Covas, Ministro das Comunicações de 1999 a 2001 e Embaixador do Brasil na Itália em 2001-2002. Matarazzo é um dos responsáveis pela Virada Cultural e como secretário de Estado da Cultura em 2010-2012, iniciou a reforma do Memorial do Imigrante (hoje Museu da Imigração). Foi ainda subprefeito da Sé (2005-2007), secretário municipal de Serviços de 2005 a 2006 e presidente da Companhia Energética de São Paulo – CESP. Como empresário, presidiu a Matarazzo S/A Holding e a Metalma S/A.

De início, Andrea Matarazzo lembrou que sua experiência como secretário de Serviços lhe deu oportunidade de conhecer profundamente os problemas de cada bairro. “As fábricas da minha família começaram na zona leste. Eu andava de cavalo em Ermelino Matarazzo e até final dos anos 70, criávamos búfalos no Parque Piqueri, antes de ser desapropriada a chácara para ser transformada no atual parque” – lembrou.

Matarazzo disse que não dá para administrar São Paulo sem ter feito um pouco de carreira na cidade.

Iluminação, limpeza e asfaltamento

O primeiro ponto a abordar foi iluminação pública, sobre a qual diz existirem 570.000 pontos de iluminação na cidade. “É o maior parque de iluminação contínua do mundo, bastante complicado, considerando que quase metade da cidade é irregular”.

Segundo ele, na metrópole de 11 milhões de habitantes, existem 17.000 km de ruas e 35.000 km de calçadas. Matarazzo lembrou ainda que, durante sua gestão como secretário das Subprefeituras, fez 2.000 km de recapeamentos, em três anos e que o atual prefeito fez até agora, somente 20 km.

 

Miséria humana na Mooca

Ao falar sobre a Mooca, Matarazzo disse que o Padre Lancelotti ‘famelizou’ o bairro com a aglomeração de moradores de rua nos baixos do viaduto Bresser e paredes da CPTM. Segundo ele, um dado importantíssimo contribui para a insegurança na região: o furto, por mês, de 300 km de fios de iluminação na cidade.

A respeito dos tempos de seca em que vivemos atualmente, Matarazzo lembrou que, do pouco que chove, a cidade fica alagada. Ele acredita que é necessário limpar os bueiros o ano inteiro, não só no Verão.

Milhares de obras locais

A solução, disse ele, é fazer milhares de pequenas obras de interesse local, com muita manutenção permanente e área verde, e poucas grandes obras de interesse geral, haja vista que a Mooca tem um dos menores índices de metro quadrado verde por habitante. Os moradores dos bairros, que conhecem as prioridades, devem dialogar com o subprefeito, que tem poder para consultá-los, asseverou. “Transformaram a zona leste numa grande laje com a ocupação desorganizada”.

 

Image

 

 

A chegada. Andrea foi recepcionado em alegre expectativa

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

Comendador Julio Hamilton e Andrea Matarazzo

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

Andrea, JB Oliveira e Francisco Parisi da Distrital Mooca

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

O Rotary Alto da Mooca se reúne toda quinta-feira no Buffet Milenium

 

 

 

 

 

Image

 

 

O vereador falou sobre questões de Saúde, com o médico Mauro Saraiva, diretor técnico do HM Ignácio de Gouvêa

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

Brás presente. Ao centro João D´Avila (lembranças da pré-fundação), ladeado pelo atual presidente Bambicini e Angel Ardanaz. À esquerda, Milton George e Vladir

 

 

 

 

 

 

Image

O Brás e as ciclovias

Em rápida entrevista ao Jornal do Brás após a palestra, Andrea Matarazzo lembrou que o comércio ilegal voltou a tomar conta do bairro do Brás e que as ciclovias prejudicaram as atividades do comércio. A mensagem que ele dá para os empresários do Brás é: “Quero trabalhar olhando a atividade comercial, que puxa a cidade. A Prefeitura precisa ser uma aliada do empresariado, tanto na burocracia como nas ações do dia a dia da cidade”, explicou.

Sobre as ciclovias, Matarazzo acredita que precisa ser feita uma análise melhor e definir quais são necessárias. “Fazer uma pesquisa de origem e destino dos usuários. Dá para ajustá-las e não é necessária a ciclovia segregada em todos os lugares”, finalizou.

 

 

 

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!