hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias Jornal do Brás seta Edição 265 seta Bolivianos trazem Lula em festa Alasitas
04-Jun-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 385 - 2ª quinzena de abril/2020
Image                                      

Jornal do Belém Ed 2 - 12/03/2020
Image  
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 7993796
Flash de Notícias

Gostaria de receber nossas novidades? cadastre-se aqui e receba o nosso newsletter, sempre ficará por dentro de tudo do nosso jornal. Agora se realmente quer novidades sobre nossas edições e atualizações de nosso site em tempo real, adcione o nosso feeds RSS no seu programa predileto de leitor de notícias.

 
Bolivianos trazem Lula em festa Alasitas PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
05-Fev-2015


Eduardo Martellotta

Com imenso sucesso, foi realizada dia 24 de janeiro último a Festa de Alasitas, no Parque D. Pedro II. A tradicional celebração em louvor a Ekeko, o Deus da Abundância registrou a presença do presidente Lula, de artistas internacionais, como a cantora Celina Castro de El Salvador, entre outras personalidades. O evento teve ainda tendas das Secretarias Municipais de Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo - CAT Móvel, da Saúde e da Agência São Paulo de Desenvolvimento, além de outras atrações. A festa foi organizada pela Assempbol – Assoc. Empreendedores Bolivianos da Rua Coimbra, com apoio do Centro de Direitos Humanos e Cidadania – CDHIC e da Coordenadoria de Políticas para Migrantes da Prefeitura e faz parte do calendário oficial de festas culturais da cidade de São Paulo.

 

Tradição Milenar

Oferendas milenares modernizadas, sincretismo religioso, arte, festival gastronômico, música e danças folclóricas, feira de artesanato, brinquedos infláveis para as crianças. As atividades atraem não só os bolivianos e seus descendentes. Brasileiros em geral e pessoas de outras nacionalidades - peruanos, paraguaios, africanos, haitianos etc.

Segundo a tradição boliviana, o Deus Autóctone andino Ekeko é o responsável pela realização dos sonhos de quem faz oferendas ao meio-dia do dia 24 de janeiro de cada ano. Seus mensageiros são os "yatiri", espécie de curandeiros que detêm o poder de abençoar as "alasitas", palavra ayamará que significa algo como miniatura com a centelha divina.

Essas réplicas são levadas pelos bolivianos em frente à tenda de um "yatiri" e de um padre (daí o sincretismo) para que eles abençoem a miniatura de um carro, de uma casa, dinheiro de brinquedo, moedas, passaportes, diplomas etc.

 

Image

Recepção calorosa a Lula

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva foi muito bem recepcionado pela comunidade boliviana residente em São Paulo na festa de Alasitas. Em suas palavras, Lula reiterou que a relação Brasil-Bolívia precisa ser intensificada ainda mais. “Os imigrantes têm que ser tratados como irmãos. Dessa forma, vamos construir uma nação latino-americana forte”.  Estima-se que 300.000 bolivianos morem em São Paulo, ¼ dos quais (75.000) na região Brás/Pari. Na foto com Lula, Luis Vasquez da Assempbol e Paulo Illes – Coord. de Políticas para Migrantes

Foto: Bolívia Cultural

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

A festa de Alasitas é centrada em miniaturas, como carros, “moeditas”, “casitas” etc

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

A Guadalupe exibe o prato paseño, típico na Bolívia e na rua Coimbra

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

O show merengue da cantora Celina Castro de El Salvador

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

Fantasia de miniaturas

Marco Antonio Mamani Catari veio fantasiado de miniaturas na Festa de Alasitas. Ele contou ao Jornal do Brás que reside há 12 anos em São Paulo e que tem dois filhos brasileiros e uma “hija” boliviana. Ele sente-se orgulhoso em representar seu país no evento. “Este grande Brasil me acolheu e está sempre de braços abertos a todos os estrangeiros”, ressaltou ele, acrescentando que todos os estrangeiros são amigos, bondosos e carinhosos. É a primeira vez que Marco Antonio vem à festa.

A roupa, composta por miniaturas como alimentos, carros e dinheiro, foi confeccionada por ele próprio. “Nela tem tudo que uma pessoa deseja para que não falte durante todo ano” – disse o boliviano

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

Os curandeiros abençoam as Alasitas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image

 

 

 

 

 

Comunidade boliviana veio de todas as partes da cidade “en la fiesta”

 

 

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!