hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias seta Edição 252 seta COPA NO BRASIL – dos protestos ao sorriso das torcidas
16-Jun-2019
 
 
Menu Principal
Início
Edições
Notícias
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Revista O Brazinha
Aniversário do Brás
EDIÇÃO 364 - 1ª quinzena de junho/2019
Image              

Curta-nos, siga-nos
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 5997571
COPA NO BRASIL – dos protestos ao sorriso das torcidas PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
08-Jul-2014
Image


      Marisa Moura Verdade

 

Os protestos contra a realização da Copa da FIFA no Brasil não encontraram eco na população em geral. Isso não significa que a insatisfação com a situação política do país desapareceu. As críticas ao investimento preferencial de dinheiro público na construção de estádios e ao superfaturamento das obras não foram revogadas!  A adesão à Copa também não indica indiferença frente às perdas ambientais das comunidades próximas aos estádios, tampouco anula a indignação ante as amarguras vividas por brasileiros removidos da sua morada. Na internet, muita gente defende que, após a realização do evento, sejam promovidas auditorias dos recursos investidos. Por enquanto, a paixão pelo futebol é uma realidade compartilhada por milhões de pessoas do mundo inteiro! A boa qualidade dos jogos e a cordialidade brasileira venceram o pessimismo que antecedeu o início da competição. Elogios da imprensa internacional repercutem nas redes sociais, enfatizando a empolgação dos jogadores e dos torcedores locais e estrangeiros. Sofremos intensamente quando nossa seleção não joga bem e exultamos a cada etapa vencida.  Haverá alguma atividade, além do esporte, capaz de provocar tanto entusiasmo e tanta aflição, levando multidões do choro ao riso em segundos? A cada partida lembramos que nossos adversários não são inimigos, mas concorrentes que buscam a vitória com garra, coragem e competência – e alguns excessos na disputa da bola, como mordida no rival! 

Belas jogadas provocam o sorriso dos espectadores! Imagens da violência presente nos protestos contra a Copa foram substituídas por imagens de torcedores risonhos, evocando a mensagem de um amigo leitor desta coluna, na qual ele perguntava: se sorrir faz bem, por que tantas vezes nosso sorriso parece travado?  Imagino que a Copa configurou uma pausa no tempo da indignação e do desalento, destravando nosso sorriso... É uma pausa bem vinda, pois tende a aliviar tensões sociais e pessoais.  Afinal, são muitos os benefícios do sorriso humano.

Sorrir faz bem à mente e ao corpo, auxilia o funcionamento dos músculos faciais e abdominais, melhorando a atividade dos sistemas respiratório, cardiovascular e imunológico.  São 17 músculos trabalhados ao mesmo tempo, relaxando o corpo de tensões.  Além disso, o sorriso é aspecto importante da comunicação não verbal e constitui uma das maneiras mais eficientes da comunicação individual.  É fundamental para o desenvolvimento emocional e cognitivo dos indivíduos.  Sorrisos podem ser espontâneos ou intencionais. No primeiro caso, refletem experiências internas de satisfação, prazer, bem estar.  No segundo caso, a expressão sorridente é adotada deliberadamente, a fim de transmitir algo não vivido subjetivamente.  Usamos sorrisos para disfarçar desejos e sentimentos, para enganar outra pessoa de propósito ou, simplesmente, porque o contexto social ou profissional impõe cordialidade e gentileza.  De qualquer maneira, sorrir é sempre uma experiência contagiante! Um sorriso estampado no rosto constela uma atmosfera favorável ao bem estar. E isso funciona até quando, diante do espelho, resolvemos montar um sorriso amplo, aberto, envolvendo lábios e olhos, convidando o bom humor a participar do nosso dia a dia.  

 

Marisa Moura Verdade é Mestra em Educação Ambiental, Doutora em Psicologia, especializada em Psico-Oncologia. Autora do livro Ecologia Mental da Morte. A troca simbólica da alma com a morte. (Editora Casa do Psicólogo & FAPESP). E-mail:  Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!