hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias Jornal do Brás seta Edição 169 seta Goiano e paranaense sofrem quedas nas vendas
17-Fev-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 380 - 1ª quinzena de fevereiro/2020
Image                                 

Jornal do Belém Ed 1 - 20/01/2020
Image
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 7325494
Flash de Notícias

Caro Internauta, continuamos a disponibilizar nossas edições em PDF publicamente e para receber nossas novidades é só fazer o cadastro clicando aqui assim será sempre avisado de nossos conteúdos e eventos.

 att,

 Equipe Jornal do Brás

 
Goiano e paranaense sofrem quedas nas vendas PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
06-Jan-2009
Image


Já o lojista Conceição Freitas Andrade, de Goiás, vem ao Shopping Popular de oito em oito dias. “Toda semana estou aqui. Eu tenho uma loja de variedades, vendo desde papel de presente até roupas. Gosto de fazer compras aqui, porque as mercadorias e os preços são bons”, explana.

Apesar de o comerciante afirmar que nesse mesmo período de 2007 ele vendeu mais que esse ano, Andrade ainda tem esperança da situação mudar. “Esse fim de ano, as vendas não estão favoráveis porque as pessoas estão receosas em gastar. Elas têm medo do que possa acontecer. Mas, como Natal é Natal, acredito que na última hora, os clientes mudem o pensamento, conclui.

 

Image

ARTIMANHA COMERCIAL

Outro freqüentador do local é o paranaense Marioacir Ronqui. “Vendo brinquedos, artigos variados e material escolar. Venho aqui de três em três meses, e gasto em mercadorias em torno de R$ 4 mil a R$ 5 mil. Com a crise dos EUA, as minhas vendas caíram muito. Sem contar que, agora, os clientes querem pagar somente a prazo: janeiro, fevereiro e março. Para mim, fica complicado, porque o retorno capital demora a chegar”, frisa.

Na visão de Ronqui, alguns comerciantes do Brás aproveitaram a má situação econômica mundial para elevar os preços. “A maioria das mercadorias está com o preço alto. Alguns lojistas tiraram proveito da crise para aumentar o valor de certos produtos. Espero que a economia mundial se estabilize logo. Para 2009, espero vender cada vez mais minhas mercadorias”, finaliza.

 

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!