hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias Jornal do Brás seta Edição 209 seta A luta contra o crack
10-Abr-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 384 - 1ª quinzena de abril/2020
Image                                     

Jornal do Belém Ed 2 - 12/03/2020
Image  
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 7644543
Flash de Notícias

SPTrans amplia a frota de ônibus em circulação

 

Serão mais 50 ônibus para reforçar 24 novas linhas a partir de 1/04, totalizando 201 veículos a mais em operação 

 

A SPTrans aumentará em mais 50 ônibus em operação no sistema a partir de quarta-feira, 1° de abril. Com esses veículos, já são 201 ônibus incluídos à operação durante a semana e o percentual da frota é ampliado para 41,35% de um dia útil. Os 50 veículos irão reforçar a frota de 24 linhas que apresentaram demanda expressiva de passageiros de acordo com o monitoramento operacional.

A SPTrans seguirá monitorando diariamente a movimentação de passageiros e fará os ajustes necessários para adequar a frota à demanda.  

O acréscimo destes veículos busca equilibrar a oferta do transporte público à demanda de passageiros em algumas linhas específicas, uma vez que o número de passageiros está em 25% em comparação a um dia útil comum.


 
A luta contra o crack PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
09-Abr-2012

Eduardo Cedeño Martellotta

Após a apresentação do projeto Complexo Cultural Luz, o governador Geraldo Alckmin disse, em entrevista coletiva, que para a requalificação do bairro da Luz é preciso fazer um trabalho eficaz e permanente, unindo várias pastas do Governo e Prefeitura, para o combate eficaz do crack, o mal do século. Além disso, é preciso trazer as pessoas de volta ao Centro, através de investimentos em moradia.
“As pessoas precisam voltar a morar no Centro. Não adianta só fazer equipamento público”, disse ele. Para isso, Alckmin adianta que será desenvolvido um grande programa habitacional, através de parceria público-privada, e que a sede do Centro Paula Souza muda para a região, na metade do ano, com mais de 1.000 funcionários, trazendo várias ofertas de emprego. E inclusive vai ser inaugurada na Nova Luz uma ETEC – Escola Técnica.

ImageCrack ainda predomina na Luz
A poucos metros da Secretaria de Estado da Cultura, foi possível ver pessoas fumando a droga, em plena luz do dia. Para Alckmin, a polícia não deve prender os dependentes químicos, e sim, convencê-los para a internação e o consequente tratamento ambulatorial.
Antes da Operação Centro Legal, havia cerca de 1.000 dependentes químicos na região conhecida antes como Cracolândia, no quadrilátero abrangido pelas ruas Helvétia, Guaianases e alameda Dino Bueno. Hoje esse número diminuiu muito, disse Alckmin.
Segundo ele, desde o início da operação policial, em 3 de janeiro, 370 deles foram internados, todos de forma voluntária, para o tratamento. E 2.983 foram encaminhados para Unidades de Saúde. Foram ainda recapturados 84 fugitivos de penitenciárias (dados até 21/03).
Alckmin informou ainda que o Cratod – Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas, da Secretaria de Estado da Saúde, passou a funcionar 24 horas desde março, todos os dias. “Com isso, aumentou em mais de 50% a procura. O Cratod tem leitos de observações, com internações mais rápidas. E estamos ampliando os hospitais de retaguarda”, disse ele.

Image

Governo Federal omisso
O governador contou também que o Governo Federal, através do SUS, não dá um centavo porque tem uma postura contrária a questão de internação.
Para ele, há preconceito em relação à saúde mental. “Dependência química é doença, como a tuberculose e precisa ser tratada”.
Os pacientes ficam pelo período de um ano fazendo tratamento na Fazenda Esperança, em Guaratinguetá, segundo ele. “Não temos falta de vaga em internação. Estamos ampliando os leitos na área de saúde mental e o tratamento de dependência química, com equipes multiprofissionais. Fazemos ainda o abrigamento através da parte social, com as famílias. E é claro, a polícia combatendo o tráfico de drogas”, ressaltou Alckmin, finalizando a entrevista coletiva.

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!