hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias seta Edição 202 seta Subcomissão da Feira ouve líder dos ambulantes
21-Set-2019
 
 
Menu Principal
Início
Edições
Notícias
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Revista O Brazinha
Aniversário do Brás
EDIÇÃO 371 - 2ª quinzena de setembro/2019
Image                       

Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 6520679
Flash de Notícias

Todo 1º domingo do mês, o Movimento Poético de São Paulo faz sarau no Parque do Piqueri

 
Subcomissão da Feira ouve líder dos ambulantes PDF
Classificação: / 2
FracoBom 
25-Ago-2011
Image

Na manhã do último dia 17 de agosto na Câmara Municipal a Subcomissão que avalia o uso do Condomínio do Complexo Novo Oriente, local onde funcionava a Feira da Madrugada (fechada desde 5 de agosto pela Prefeitura, administradora do espaço desde novembro de 2010), ouviu o advogado e líder dos ambulantes Dr Ailton Vicente de Oliveira.

A Subcomissão é composta pelos vereadores Adilson Amadeu (PTB), Aurélio Miguel (PR) e José Américo (PT). Dr Ailton afirmou que a Prefeitura permaneceu de novembro de 2010 a março deste ano sem arcar com as despesas de manutenção do local, como água, luz e manutenção do pátio. “As contas foram pagas pelos permissionários e por mim através de rateio”, disse ele, que trouxe mais de 500 papéis com informações e comprovantes de que as despesas foram custeadas pelos lojistas.

Dr Ailton lembrou que o município, ao assumir a gestão da Feira na data de 22 de novembro de 2010, se comprometeu a não tirar ninguém do seu local de trabalho. “Kassab garantiu que os trabalhadores, tanto da Feira, como do hortifrúti, trabalhariam tranquilamente no local”, lembrou ele.

 

Cortina de fumaça

O vereador José Américo lembrou que até novembro de 2010 a responsabilidade da gestão e da organização era dos particulares que locaram este espaço junto à União. “Em 90 dias, a Prefeitura não consegue organizar aquele espaço. Os agentes vistores não estão lá e os GCMs não têm qualificação para fazer esta operação. A Prefeitura não pode combater a pirataria em cima de uma linguagem moralista, ganhando tempo e não fazendo aquilo que tem que ser feito”. José Américo defende que a organização deve ser feita com a feira aberta. Ele acha que a operação da Prefeitura contra a pirataria, contrabando e sonegação fiscal, que culminou no fechamento da Feira, é uma “cortina de fumaça” e é ilegal. “A operação pirataria está encobrindo esta inação da Prefeitura em relação a outras coisas que são de sua responsabilidade”, disse o vereador José Américo.

 

Acareação

Para o presidente da Subcomissão da Feira da Madrugada, vereador Adilson Amadeu, é necessário fazer uma acareação entre o Dr Ailton e o secretário de Coordenação das Subprefeituras, Ronaldo Camargo. "Percebemos que o depoente de hoje trouxe bastante material para comprovar o que disse, diferentemente de outros que também vieram prestar esclarecimento. É preciso ver quem está dizendo a verdade e, por isso, é necessário fazer essa acareação entre ele (Dr Ailton) e Ronaldo", explicou Adilson.

Segundo ele, "é necessário checar essa diferença brutal de valores com as despesas". De acordo com o secretário Marcos Cintra, a Prefeitura estaria gastando mensalmente R$ 1,5 milhão com limpeza, segurança, água e energia. "Este dinheiro está saindo do bolso da população. O Ministério Público também deverá apurar isso", acrescentou.

 

ImageBoxes

Segundo o Dr Ailton, cerca de 6 pessoas têm privilégios lá dentro da Feira, com muitos boxes, inclusive o “Boxe da Nestlé”. “Tem imobiliária lá dentro. Há pessoas que nem sabem onde é a Feira e alugam boxes a preços absurdos”. Falou ainda na possibilidade de alguns boxes serem autorizados e construídos pela Prefeitura.   

O vereador José Américo disse que a Prefeitura está “descumprindo o Termo de Concessão da União”. “A ideia é irmos a Brasília”, afirmou. “A Prefeitura não tem competência para administrar aquele espaço”, completou o vereador Adilson Amadeu.

Os vereadores elaboraram proposta enviada dia 15 de agosto ao prefeito Gilberto Kassab em prol da reabertura da feira. Na sexta-feira (19/08), os permissionários do local tiveram uma reunião com o prefeito Gilberto Kassab para conversar sobre a retomada das atividades da feira.   

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!