hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias Jornal do Brás seta Edição 198 seta A força dos hábitos
22-Fev-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 381 - 2ª quinzena de fevereiro/2020
Image                                  

Jornal do Belém Ed 1 - 20/01/2020
Image
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 7351805
Flash de Notícias

Gostaria de receber nossas novidades? cadastre-se aqui e receba o nosso newsletter, sempre ficará por dentro de tudo do nosso jornal. Agora se realmente quer novidades sobre nossas edições e atualizações de nosso site em tempo real, adcione o nosso feeds RSS no seu programa predileto de leitor de notícias.

 
A força dos hábitos PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
23-Mai-2011
Image

José Moura Gomes

Os hábitos constituem atividades cerebrais que resultam em determinado comportamento. Criamos os hábitos e eles criam o nosso futuro. O pior é que não percebemos. Em face disso, podemos estar predispostos ao sucesso ou ao fracasso.

Conheci, no nordeste, um desembargador, que ao se aposentar passou a viver na rede, instalada da varanda de sua bela residência, balançando. Na rede tomava o café da manhã, lia os jornais, almoçava, tomava o lanche da tarde, jantava e assistia às novelas. Sempre chamando a empregada: Zéfa! Zéfa! Não saía da rede. Ou melhor, saía sim, para ir ao banheiro. Resultado: morreu entrevado.

Depois que os hábitos se estabelecem, são difíceis de serem modificados. Eles atuam como se fosse um piloto automático instalado na nossa mente. As pessoas passam a fazer sempre as mesmas coisas sem perceber. As reações ficam automatizadas. É como andar de bicicleta. Você pedala automaticamente, e se ficar dez anos sem andar, basta montar numa que sairá andando. Nunca esquece.

Portanto, para abandonarmos certos hábitos perniciosos temos que mudar nossas necessidades cerebrais e, com isso, nosso comportamento. Precisamos colocar nosso piloto automático para atuar em novas rotinas. Há, dessa forma, a substituição de hábitos sem, contudo, eliminar os anteriores. Estes ficam, apenas, desativados.

Às vezes somos forçados a mudar de hábito por razões imperiosas. Quando nos sentimos engordando cortamos os açúcares, os carboidratos etc. Vamos à geladeira e abrimos. Vemos a torta, o pudim e fechamos. Com água na boca procuramos pensar em outra coisa, não em comida.

Também mudamos nossos hábitos por influência local ou de pessoas. Por isso, temos que ter todo o cuidado na escolha das amizades. “Diga-me com quem andas que te direi quem és”. Sempre procurei fugir de bares. Não por ter tido o vício da bebida que, felizmente, nunca tive, mas por evitá-lo. Nos bares sempre há alguém que nos convida a beber.  E, como se sabe, o hábito de beber leva ao alcoolismo.

Destarte, acho que você deve evitar os elementos motivadores de hábito pernicioso, assim como eu procuro evitar os bares. Por exemplo, se você está evitando gastar, fique longe das vitrines das lojas. Elas constituem uma grande tentação, um convite para a aquisição de coisas supérfluas.

Você poderá ter “recaída” enquanto procura mudar um hábito. Pode ser que leve até dois anos para abandoná-lo por completo. Isso aconteceu com o Fábio, meu filho. Ele queria abandonar as baladas. Sabia que a noite é perigosa. De resto, sempre ficava gripado e com a garganta inflamada por sair suado da boate e tomar o vento frio da madrugada. Eu, e minha mulher, vivíamos sempre com preocupações. Quando ele conseguiu, disse: “Balada nunca mais!”

Se você quer ter sucesso na vida, se quer ser querido e admirado tenha bons hábitos. Eles formam sua personalidade. Coloque, pois, seu piloto automático para atuar em coisas boas. “Querer é Poder”. Fique de bem com a vida.

 

José Moura Gomes é jurista, escritor e conferencista. Autor do livro “Querer é Poder”.

 

                                                

                                                      

 

                                                          

                          

                               

 

 

 

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!