hostconect.net
Jornal do Brás Advertisement
Início seta Notícias Jornal do Brás seta Edição 180 seta POLITICA COM "P" MAIÚSCULO
20-Fev-2020
 
 
Menu Principal
Início
Edições Jornal do Brás
Notícias Jornal do Brás
Expediente
Links
Contato
Procurar
A História do Jornal
Jornalista Edu Martellotta
Cadastro de Empresas
Onde estamos
Campanha de Assinaturas
Jornal "O Braz"
Aniversário do Brás
Revista O Brazinha
Edições Jornal do Belém
EDIÇÃO 381 - 2ª quinzena de fevereiro/2020
Image                                  

Jornal do Belém Ed 1 - 20/01/2020
Image
Redes Sociais
Image


Jornal do Brás

 

Image

 

Jornal do Brás

 

 

Image

 

Tarde de Chá

Estatísticas
Visitas: 7340522
POLITICA COM "P" MAIÚSCULO PDF
Classificação: / 0
FracoBom 
28-Mar-2011

*Paulo H. De Paula

O Parto da Montanha

Rejubilam-se os trabalhadores deste nosso Brasil varonil (que fique claro: varonil no sentido de heróico ! ) que se prepara e segue rumo à conquista de mais um campeonato mundial de futebol:  a partir de 1º de março o salário mínimo “subiu” de R$ 540,00 para R$ 545,00 mensais !

Não é bom ?

Antes da tomada desta importante decisão, aconteceram muitas discussões no Congresso Nacional. Senadores, sindicalistas- deputados e deputados propriamente ditos ameaçaram o Governo, apresentaram diferenciadas propostas de aumento, tudo mais ou menos numa tal ou qual mise en scêne, uma encenação, certamente para ganhar mais alguns votos da plebe ignara, nós outros, cidadãos de segunda classe.

Os de primeira classe, senadores e deputados federais - esses mesmos que protagonizaram o “teatrinho” do “aumento” do salário mais que mínimo – já tinham se auto-beneficiado, se auto-aumentado, em 61,8% em dezembro do ano passado, em  votação que levou  5, cinco minutos! Passaram a ganhar, no mínimo, R$ 26.700,00 e mais R$ 15.000,00, um total de R$ 41.700,00 por mês. Desde janeiro.

Não é bom ?

ImageEntretanto, devemos nós, trabalhadores, estarmos atentos para o fato de que é preciso conter os gastos, reduzir investimentos, cortar o orçamento etc.etc.etc., segundo especialistas, economistas, governistas e outros “istas” para equilibrar a balança, manter rigor no controle fiscal, evitar a inflação e tátátá, tátátá, tátátá. Certo ? Tudo, tudo, tudo, menos “adequar” o salário de suas excelências que são especiais: possuem rins e sistema digestivo diferente dos meros trabalhadores. Seus órgãos, rins e aparelho digestivo produzem, respectivamente, champanhe (de preferência Viúve Clicot) e delicados buquês de flores, posteriormente depositados de maneira suave e com toda magnanimidade no vaso sanitário!

Diferentemente, ao contrário de urina e fezes (que nojo) dos demais comuns mortais ! 

Viva, pois, o salário mínimo de notáveis R$ 545,00, vigente desde 1º de março.  Afinal nós, trabalhadores, aposentados, pensionistas, precisamos e devemos contribuir para o Brasil encontrar – e permanecer – no equilíbrio daquelas coisas todas explicadas por ministros e quejandos, de maneira precisa, irrefutável e complicada. Isso é conosco.

Agora, os salários de R$ 26.700,00 mais um “bônus de R$ 15.000,00, perfazendo o total de 41.700,00, fora outras vantagens (porque as há) isto é só para cidadãos especiais, de primeira classe, excelências...

 

*Paulo H. De Paula MTb. 9148 é Jornalista e Diretor de Marketing do Jornal do Brás.

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

 
< Anterior   Próximo >
 
Top! Top!